Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM SÃO JOÃO DIFERENTE

SOUBE, RECENTEMENTE, DE UM CASO OCORRIDO NUM INTERIOR DA BAHIA, NO SÃO JOÃO DE 2005. UM SENHOR CHEGA NA CIDADE ONDE COSTUMA PASSAR OS FESTEJOS JUNINOS E, NA VÉSPERA DE SÃO JOÃO,VAI A UM FORRÓ. AO CHEGAR DEPARA-SE COM UMA LINDA MULHER, SENTADA NUM CANTO, SOZINHA, A OBSERVAR AS PESSOAS A DANÇAR. SUA EXPRESSÃO ERA DE FELICIDADE.
O EDUCADO SENHOR, RESOLVEU CHAMÁ0LA PARA DANÇAR E ESTA ACEITOU.FORAM DUAS HORAS DE RODOPIOS E PASSOS QUE PARECIAM TEREM SIDO ENSAIADO.
ELA DIZ QUE VAI AO BANHEIRO E ELE FICA A ESPERAR, MAS ELA NÃO VOLTA.
DESILUDIDO, O SENHOR PERGUNTA AS PESSOAS, QUE ESTAVAM NA FESTA, SE VIRAM-NA PASSAR. DISSERAM QUE NÃO HAVIAM VISTO NINGUÉM. UM AMIGO PERGUNTA SE ELE HAVIA BEBIDO DEMAIS, ESTE DISSE QUE NÃO.
NO DIA SEGUINTE, ELE FOI À CASA DE OUTRO AMIGO E VÊ A FOTO DA BELA MOÇA EM UM QUADRO. AO PERGUNTAR AO DONO DA CASA SE A COMPANHEIRA DE DANÇA DELE ERA SUA FILHA, ESTE RESPONDEU QUE NÃO, AQUELA ERA SUA MÃE, EXÍMIA DANÇARINA DE FORRÓ, QUE HAVIA FALECIDO HÁ VINTE ANOS.
ELORA RAZEL
Enviado por ELORA RAZEL em 28/08/2005
Código do texto: T45711
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ELORA RAZEL
Salvador - Bahia - Brasil, 41 anos
3 textos (260 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:51)