Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades de Daniele

"vivemos para saber porque vivemos"
um pequeno fecho de luz saindo de uma enferrujada lanterna iluminava estas palavras pregadas no teto com um giz branco encontrado numa calçada.
O quarto escuro se perde no cheiro de rosas  não vistas,e o jovem se mantem calmo enquanto sussurra um antigo susseço dos BeeGees.
Oh que saudades de Daniele,ela guardará cada botão de rosa q lhe presentiei.Como sinto falta de seu abraço.Oh minha Daniele...



O unico som a preencher o lugar é o "click click" do ligar e desligar da lanterna,o jovem sentado no chão mantem suas suplicas de amor a bela jovem que,imovel,se encontra deitada em uma cama forrada com rosas ja a murchar

Ele havia lhe jurado amor eterno,algo do qual ainda deseja cumprir.A beleza de Daniele continua estonteante mesmo nessas condições,como pode seus olhos ainda manter seu brilho depois da dança de uma lamina?

o Jovem aprecia a bela garota e lamenta não mais tocala como antes-Oh minha Daniele,mesmo que não possa mais me ouvir,mesmo q não possa mais me ver,saiba que eu ainda a amo,mesmo que minhas suplicas nunca fossem ouvidas,mesmo que meu amor nunca tenha sido correspondido,me manterei aqui Daniele,para todo sempre
E o jovem torna a sussurrar as antigas canções.E Daniele,deitada sobre as rosas que cobrem o corpo ja putrido de seu amante,deixando o perfume esconder o odor do jovem ja em decomposição,apenas ilumina as palavras com sua enferrujada lanterna-"vivemos para saber porque vivemos"
Ramones (Silvio Romão)
Enviado por Ramones (Silvio Romão) em 06/11/2007
Reeditado em 08/02/2008
Código do texto: T725684
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ramones (Silvio Romão)
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 32 anos
26 textos (1154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 22:05)
Ramones (Silvio Romão)