Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETERNIDADE INSANA

       Já não sei o que é real ou irreal, andou dizendo que a loucura tomou conta da minha mente. Idiotas estão todos errados, vão ver só quando o grande dia chegar, ele o revelará o segredo da vida, e só aqueles tidos como loucos serão capazes de encarar essa nova realidade que estar por vim, alquimistas, astrólogos, bruxos e bruxas, feiticeiros, estavam todos errados um novo aeon estar por vim, e a magia desse mundo será reduzida ao pó.


       Ninguém preparado para encarar essa realidade que estar por vim, juízo fina, apocalipse bobagem isso é grande, estar escrito não em livro ou na estrelas, mas sim nas entre linhas do destino desse mundo, a mãe terra já não se sente mais mãe de nada, e a lua não séria tão bela quando ele chegar, o diabo não será o vilão dessa história, e deus já não será o deus desse povo.


      Ele cujo nome nem é citado em relatos, ele que ninguém tem como um deus, ou mesmo tem medo, pobres diabos serão aqueles que pensão que o derrotarão através de magia ou feitiçaria nem mesmo a alquimia será capaz de detê-lo, e eu vou dar boas risadas quando essa hora chegar. Pensão que eu estou louco, queimaram meu relatos, destruíram minhas pesquisa, meus mapas que para eles nada significava, destruíram um trabalho de uma vida toda.


       Sempre soube que nada isso aqui era real, suas verdades, tudo aquilo em que eles acreditavam, estavam todos errados, a vida a morte, agora terá um novo conceito, anseio a sua chegado, denominada como apocalipse, juízo final, novo aeon, o fim do mundo, nada disso ele só ira retomar o que é seu por direito, velhos ensinamentos serão ensinados, e serão tidos como novos. Idiotas tenho pena de vocês, ao certo não sei qual é o meu sentimento em relação a vocês, se tudo que eu sei conseguir graças a vocês.


      Se não fosse por vocês jamais teria conseguido, percorri no deserto, envolvi com os bruxos, feiticeiros, e tive lições valiosas com os alquimista, encantei-me com o mundo celta, comi, bebi e até mesmo dormis com suas mulheres,  tornei-me um deles, reneguei a deus, fiz o mau àqueles que se intitulavam bons, matei criança, e tudo isso em busca da verdade. Segue-me em busca dela, fui expulso de todos os lugares em que passei. Ás vezes  perguntava-me se tudo isso está valendo a pena, ainda não tenho certeza se realmente valeu a pena.


      Matei-me varias vezes, pedir-me em meus obscuros pensamento, já não sei ao certo o que eu sou hoje, sei que homem já não sou, fera talvez, ou o que realmente sou, fui amaldiçoado por mães, virgens, e pais no seu auge da dor, causada por mim, mais isso não foi o pior para mim, todos aqueles feitiços, aquela poções, e encantamentos, magia de alta destruição, e os meu próprios demônios comendo minha mente, matando minha alma, fui levado além do infernos e estive em um lugar onde talvez seria o paraíso, e tudo isso para obter minhas respostas e agora que as tenho, tento morre mais não consigo.


       Só hoje vejo que a morte é a melhor coisa que existe nessa vida, de que adianta viver, se não podemos morre, e o grande dia estar próximo, agora que ele os revelará a verdade acima da verdade, ele esteve aqui o tempo todo, mas só agora vejo o quanto a sociedade estar em decadência, o ser humano chegou ao augi da ignorância, tive que fazer alguma coisa, sei que é tarde pra voltar atrás, contudo minha busca pelo conhecimento não será em vão, ele os revelará outros mundos, as coisas belas que existe nesse mundo e os seres.


       Comigo foi tudo diferente, eu provei de todos os sabores, comi em vossos pratos, sei que vocês são reais, e ele vai juntas os mundos novamente, tenho a magia, tenho o poder, tenho a sabedoria e vou usá-la, em prol da destruição de tudo isso e todos vocês, seus esforços para mim deter serão em vão, tentar de nada irá adiantar, porque hoje eu sou a partida e a chegada, feitiços já não são mais suficientes para destruir o meu corpo, magia é inútil, não vim até aqui pra desistir agora, vou até o fim e voltaire ao inicio se preciso, tenho ele comigo, os ventos estão ao meu favor.


       E nem os anjos caídos com sua magia aterrorizante serão capazes de mim destruir, foram os únicos que não me ensinarão nada, nem se quer levantaram as mãos contra me, mesmo assim não tenho medo deles, ataquei eles, por várias décadas, e de nada adiantou tentei aprender algo com eles, e nem revidaram, se quer pedras atirarão. Com corpos tão indestrutíveis quanto o meus, e sua tecnologia acima da compreensão humana, nada me fizeram, malditos bruxos ou feiticeiros.


       Nada sei sobre eles sei apenas que vieram de um sistema solar parecido com o da terra, e toda nossa magia se originou deles, malditos usam as mulheres da terra pra ter prazer e acabam gerando criaturas assombrosas com poderes que são capazes de amedrontar bruxos poderosos, mesmo assim não tenho medo deles. Sei que ele é a verdade absoluta, a verdade acima da verdade, agora que ele virá limpar esse mundo, de tantas mentiras. Feliz estou, e aqueles que disseram que eu era louco vou trazer toda a vida novamente e virão que eu jamais fui louco, e os loucos eram eles que não foram capazes de aceitar a verdade.


       Sei que ele é a verdade mais não sei o que ele tem em mente quando retornar a esse mundo, não sei se ele tem a mente igual ao dos mortais, pois se ele tivesse pensamentos tão mesquinhos, ele não seria ele, tento entendê-lo, tento saber o que se passa em sua mente, talvez ele seja o único que possa ler minha mente nesse mundo. Odiaria estar sendo manipulado, agora que tenho todas as minhas respostas sei que minha missão final é fazer com que ele volte até esse mundo miserável, quando ele voltar será responsabilidade dele tudo isso aqui, vou partir pro mundo do celta, e viver ao lado de uma bela ninfa, mais antes vou dar belas gargalhadas saboreando prazeres terrestres, tomando vinho, e transando com belas meretrizes.


       Mesmo sabendo que nada disso é certo, mesmo sabendo que nada é errado, tendo noção de tudo, e sendo quase uma verdade, voarei pelos campos,  banhei-me em meio aos mortais, e viverei uma vida normal, e no dia que eu me lembra que não sou normal, e jamais morei, mudo de vida, parto para bem longe, e em minha horas de agonias e rancores irei ao encontro dele, conversar por décadas com ele, quando minha alma se acalmar, retomo tudo novamente, ou quem sabe mudo de mundo, e viverei não como minha mente pede, mas sim como meu corpo diz, e minha alma em agonia pedindo descanso jamais se acalmara, entretanto minha mente estar feliz por saber que minha missão foi alcançada.


       Hoje estou com dez linda esposa de vários lugares e de muitos mundos, filho não posso ter como também não posso morre, estou feliz, por ele ter trazido a verdade a esse mundo ao meu mundo, e viverei não por décadas e sim por muitas eras até o dia que tudo deixar de existir, talvez nesse dia eu parta com os anjos caídos, pois eles são os único que eu não conheço, e os únicos que não me aceitarão em seu mundo. Malditos sejam eles, não passavam de idiotas, vou vivendo a vida fazendo o que minha mente pede atendendo os prazeres da alma, e jamais seguindo padrões doutrinários...........


(Itamar  Teixeira)
Itamar Teixeira
Enviado por Itamar Teixeira em 11/09/2007
Reeditado em 13/01/2017
Código do texto: T647613
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Itamar Teixeira
Itabuna - Bahia - Brasil, 32 anos
15 textos (1538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:18)
Itamar Teixeira