Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O pilar

Seria muito correto se eu afirmasse que o pilar central tombou em virtude da tempestade, mas há quem duvide disso. Inúmeros boatos têm surgido sobre uma possível conspiração. Desta vez quem duvida sou eu. Se o pilar tombou é porque a tempestade foi realmente forte. Não sei precisamente quando iniciou tudo, mas já faz alguns anos que o vento vem ensaiando uma devastação. Não chegou a formar-se furacão, mas chicotadas incríveis. O pilar tombou, estraçalhando-se. Eis tudo. Temo agora que a falta do pilar possa trazer abaixo tudo o mais. Percebo, daqui, que tudo oscila, ameaça. O vento ainda sopra. É um apelo a tomarmos cuidado. Não haveria tempo para pôr os cacos no lugar. O pilar esfarelou-se. As vigas vão cedendo lentamente. Craquilham. O teto é a abóbada celeste. Já tentei sustentar tudo com as mãos, mas me falta a extensão necessária para alcançar o céu. Espero agora apenas assim, olhando, se o vento passará ou não.
Tom Lazarus
Enviado por Tom Lazarus em 27/09/2007
Reeditado em 30/10/2007
Código do texto: T671026

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tom Lazarus
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
53 textos (5071 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:37)
Tom Lazarus