Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De Corpo Fechado

__Agora seu corpo ficará fechado para o amor, meu jovem e belo rapaz!__ia dizendo a velha bruxa enquanto preparava Charles para o ritual!
Ela havia retirado as roupas dele, deixando-o nu. E agora untava seu corpo com um estranho óleo perfumado. A atmosfera estava repleta de incenso, e uma fogueira ardia a leste deles. A bruxa apanhou algumas ervas secas e atirou-as imediatamente nas chamas da fogueira, que crepitaram instantaneamente, iluminando as ruínas da caverna onde eles estavam.
__Aquietem-se salamandras!__bradou a velha com uma voz esganiçada, ela apanhou em seguida uma bela espada ritual de cima do altar, e riscou com ela um círculo no chão, pronunciando algumas “palavras mágicas” em seu idioma espanhol.
__Vamos, venha meu rapaz o “círculo protetor” está pronto.__Charles tal como um “zumbi” obedecia às ordens da velha e entrou completamente nu dentro do círculo. Então com uma tesoura de aço, ela aparou as pontas dos compridos cabelos dele, misturou-as com funcho e alecrim do norte, atirando a mistura logo em seguida na fogueira.Esperou que tudo virasse cinza, e recolheu-a, colocando dentro de uma garrafa e tampando com uma rolha de cortiça, guardando-a num canto em seguida.
__O feitiço está pronto! – disse a bruxa. __E você poderá se utilizar dele sempre que desejar! Quando quiser conquistar alguma mulher, é só destampar a garrafa e fazê-la cheirar.E tão logo isto aconteça, ela ficará imediatamente encantada! Então você poderá tê-la e amá-la , mas jamais poderá se apaixonar por alguém novamente,pois o seu corpo e o seu coração estarão trancafiados contra o amor.Agora pense bem sobre o que eu lhe falei, e me responda se realmente é isto o que você quer, pois uma vez consumado este ritual,não poderá voltar atrás.E jamais poderá amar alguém de novo, por ser esta magia muito poderosa!
Charles encarou a velha bruxa por um instante. E depois replicou seguro de si:
__Eu tenho certeza. Jamais irei querer amar outra mulher... Depois  que eu perdi a Bárbara minha vida se acabou,acho que uma parte de mim morreu junto com ela ...!Por isso estou aqui, viajei de longe para encontrar a senhora, pois me disseram ser a única bruxa ainda viva com bastante poder para realizar este feitiço!
__Entendo a sua dor, mas você ainda é tão jovem, tão belo. _ argumentou a bruxa_ Sempre há uma chance para recomeçar... Mas enfim cada um decide o seu próprio destino,mesmo se arrependendo depois.Este foi o legado do livre arbítrio que nos foi conferido desde o início dos tempos...
A bruxa afastou-se um instante, e desapareceu na penumbra.Voltando em seguida com alguns objetos nas mãos: uma capa, uma chave de ouro,e uma espécie de “varinha de condão”.
“Vamos dar continuidade à cerimônia ritual”.__foi dizendo a velha.
“Deite-se dentro do círculo" __ordenou a bruxa. Charles obedeceu em seguida, deitando-se na terra.
__Agora repita o que eu vou dizer. __tornou ela. __ “Eu Charles César", de minha própria vontade invoco o fogo que vive na terra, invoco o fogo do dragão... Para que sua essência entre em minha alma e em meu coração, fechando-o com as sete chaves de Salomão para que nenhum outro fogo estranho (amor) possa nele entrar... E para golão tragais matão,vais do pauto a chião a molitão, pexela espera regra,onite retragarão prontual fines!Possa esperar para entregar ao príncipe Lúcifer”.
Charles então repetiu essas palavras, e algo estranho aconteceu, as chamas da fogueira crepitaram como se fosse um sinal, e o fogo dobrou de tamanho, ficando as chamas da fogueira gigantescas.
__Não tenha medo__ disse a bruxa para Charles, tranqüilizando-o. Ela cobriu-o então com a capa que havia trazido, e colocou a chave de ouro sobre o peito dele.
__ “Com esta chave eu fecho esta morada, em nome e em glória de Salomão”. __ disse a bruxa. “Que ele, Charles César jamais possa amar alguém novamente”.”Para isso eu invoco o anjo-guardião-caído-das-trevas, Samael, que é oposto do anjo da guarda, para vigiar e afastar o amor desta alma, deste coração, amém!”.
E dito isto, a velha respirou profundamente, e tocou com a sua varinha o corpo de Charles coberto com a capa. Nisso uma estranha luz pareceu iluminar o corpo dele. Charles havia adormecido por causa do efeito hipnótico do ritual. E quando finalmente ele acordou, a cerimônia havia terminado, e ele estava do lado de fora da caverna, na antiga cidade Inca de Machu Picchu no Peru.
Sua cabeça doía, e ele mal conseguia se lembrar do estranho sonho que tivera. A velha deu-lhe um chá para beber, ele tomou e comentou em seguida:
__Minha cabeça parece que vai explodir!
__Eu sei __ retrucou a velha bruxa __esse chá que você bebeu fará a dor passar.
Charles esfregou a testa e balbuciou:
__Também tive um sonho estranho, sonhei com um “dragão”, e ele me engolia...
A velha bruxa sorriu enigmática. __ Tem razão lindo jovem, o dragão engoliu a sua alma!


****************************************************

Ps:. Escrevi esse texto quando tinha quinze anos de idade, e resolvi postá-lo aqui na forma rústica como o concebi.
Tristan M L Florentini
Enviado por Tristan M L Florentini em 10/11/2007
Reeditado em 23/04/2009
Código do texto: T731025

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tristan M L Florentini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 42 anos
18 textos (1595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:47)
Tristan M L Florentini