Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Assassinato de Rufian Blake - Parte Vinte (A ÚLTIMA)

O DESFECHO (POR RICHARD COLLEDORP, DETETIVE)

É claro, Thompson. Fui eu. TREZE ANOS, MEU AMIGO! TREZE ANOS ATRÁS DE RUFIAN BLAKE E NADA!!! Sua sorte é que minha arma está descarregada. A última bala foi direto para o cérebro daquele delegado mesquinho. Eu estava ameaçando Blake todo santo dia pelo telefone. Thomas Grey estava junto e eu acabei com ele. Zaransky podia ter visto algo e, por queima de arquivo, acabei com ele. O tenente me viu matando o estalajadeiro e tive de matá-lo. E quanto a Court, eu acabei com ele porque ele queria dinheiro por ter me ajudado a empurrar o carro de Rufian para o mar. Acabara de sair do trabalho e um animal arranhou meu carro, estava vindo de Coultard. Era Blake. Segui o imbecil até o Monte e encontrei Court no caminho. Pedi ajuda e empurrei o carro de Rufian. Matei os três. Escondi o corpo de Court na árvore. Iria esconder os corpos de Grey e de Blake, mas o Zaransky me atrapalhou quando eu estava empurrando o carro de Thomas. Na hora que iria esconder o corpo de Grey, Zaransky abriu a porta e eu tive de jogar o corpo de Thomas sobre o capô. Por isso Bill pensou que eram dois empurrando o carro. Depois de perceber que Bill me viu, corri. Fugi. Após disso foi a vez de Scott. Vocês foram a Partmount para saber algo no Peralt. Fui ao Peralt dias antes da morte de Blake e disse que desejaria matá-lo. Por isso acabei com Scotts e com o delegado Miller. Quando descobri que Grey estava com a carta que continha meu nome, eu comecei a agir. Mandei que vocês investigassem o escritório para encontrarem o mendigo e prenderem-no, mas eu deixei cair o bilhete de Rufian para Thomas de meu bolso e dei bobeira. Foi meu único erro! Vocês nunca suspeitariam de mim! Quando percebi que Jehald estava fora de suspeita, corri para matar os mergulhadores. Aí vocês dois chegaram. Você iria chamar reforços, mas eu atirei no celular. Como fui idiota! Matei o Collerman, e agora estou aqui, desarmado, sem poder atirar em você. Mas eu tenho sua arma. Peguei-a no escritório de Blake. Prepare-se para a morte! AHHH! Qu... quem at.. tiro.. atirou? Sel..t? T...te chamaram? Ah... um idiota que es... estava correndo na praia. Se.. Selt... Seu mal.. maldito!





- E RUFIAN BLAKE FINALMENTE DESCANSOU EM PAZ -

Obrigado a todos que acompanharam o conto. Estou muito agradecido!
Drume Draan
Enviado por Drume Draan em 01/11/2006
Reeditado em 09/04/2007
Código do texto: T279451
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Drume Draan
Burkina Fasso, 22 anos
62 textos (1708 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:53)