Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ecilop- Justiaç feita com as próprias mãos (3)- Final

Marcos foi construindo um relacionamento com Lívia, estava feliz e pensava em abandonar a missão que havia estabelecido para si mesmo. Começou a sair com Lívia e estava muito feliz, comentou com ela que estava pensando em abandonar, Lívia disse que essa era a melhor coisa que tinha lhe acontecido.
     Passaram dois meses que Marcos estava com Lívia, em uma noite eles estavam passeando por um parque e ela pediu que para brincarem de pega-pega, Lívia saiu correndo e Marcos foi atrás dela, estava procurando pela moça quando ouviu uma voz.
      - Então você é o mascarado.
      - Quem é você? Perguntou Marcos.
      - Delegado Calos Moreira.
      - Interessante então um dos assassinos do meu irmão virou delegado, mais um motivo para eu odiar a polícia.
      - Você acha bonito o que está fazendo apenas para se vingar?
      - E você achou bonito matar o meu irmão? Por que tanta inveja? Meu irmão merecia sempre se destacar mais do que qualquer um de vocês.
      - Você acha que seu irmão está orgulhoso do que você está fazendo? Será que na verdade ele não ficaria triste com a sua atitude?
      - Engraçado, estou namorando uma garota que disse o mesmo pra mim, mas decidi parar de matar, afinal já matei três ex-companheiros seus, faltava apenas você e mais um. Para a sua sorte eu parei.
     - Mentira, você vai continuar matando até cumprir seu objetivo.
     - Eu já disse que parei, uma garota me convenceu disso.
     - Hum.  A garota seria essa por acaso?
     Lívia saiu do fundo do parque, foi em direção ao delegado e abraçou-o.
     - O que está fazendo com ele? Perguntou Marcos.
     - Você acha que iria matar facilmente meu pai? Envolvi-me com você para fazer você esquecer a sua vingança. Quando descobri que você era o assassino fugi e fui correndo contar para o meu pai, ele me convenceu a fazer isso.
     - Então era um plano desde o começo?
     - Claro. Você acha mesmo que minha filha iria manter relações com um criminoso por pura e espontânea vontade? Agora considere-se preso.
      Carlos estava algemando Marcos quando de repente sentiu uma facada no estômago e caiu agonizando no chão. Depois Marcos falou para Lívia:
     - Vá para bem longe e nunca mais apareça na minha frente, você me fez ficar apaixonado, não quero te matar, então suma daqui.
     O assassino mascarado voltou a atacar, matou o delegado no hospital e fez todos pensarem na possibilidade de suicídio, menos Lívia que se arrependera de tentar entregar o primeiro homem por quem se apaixonou. O assassino voltou a aparecer nas primeiras páginas, além de cumprir seu objetivo resolveu matar outros policiais.
Farah
Enviado por Farah em 02/11/2006
Código do texto: T280323

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Farah
Curitiba - Paraná - Brasil, 30 anos
93 textos (7304 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:29)
Farah