Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tarde de Domingo

   Do que adianta agora?
   Está findado o sonho. Viveu e morreu e nem mesmo nasceu. Quando o olhava acreditava na ilusão da esperança
- Estuda, amigo! Deixe de viver assim!
   Palavras tão vazias. O que fiz para te ajudar? Nada! e nunca teria feito. E por que? Oras é simples: porque nunca me afetou a sua dor. Agora ela me importa? Com certeza não e jamais irá me importar, alias nem sei para que estou a escrever sobre você, defunto vivo, nunca esteve vivo, alem de em seus sonhos, pequenos e inalcançaveis.
   Me lembro dos soluços e nada mais. Minto lembro-me da sua cara morta, e uma coisa deixo escrito para que fiques muito feliz. Lembrei do seu nome e de seu rosto. Pronto: sinta-se importante.
Tostines
Enviado por Tostines em 21/09/2007
Reeditado em 21/09/2007
Código do texto: T662877

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tostines
Jataí - Goiás - Brasil, 39 anos
7 textos (852 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 05:04)
Tostines