Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Retirante


O homem ama sua terra
Com ela faz unidade
Pois no seu seio ela encerra
Vida, amor e amizade.

O nordestino valente
Pela seca é dizimado
É obrigado viver ausente
Com a família é afastado

Para o homem aspirante
Da vida em liberdade
É muito enervante
Perder a liberalidade

Sair pra terra distante
Pra aventurar sua sorte
Que coisa angustiante
Pro nordestino tão forte

A vida do retirante
É triste até demais
Nada é mais traumatizante
Que tudo deixar pra trás

Viver longe do seu povo
Sem ter feito mal algum
Sem saber se vem de novo
Maltrata qualquer um

Na terra onde vai morar
Trabalha sem ser respeitado
Sem direito a descansar
No domingo e feriado

Não há nada mais humilhante
Que fugir da sua terra
Onde a vida é emocionante
E aonde a família enterra

Trabalhar de sol a sol
Sem nunca descansar
Sem ter grãos no paiol
Para a fome mitigar

Às vezes este homem forte
Que não teme mal nenhum
Termina encontrando a morte
Sem ganhar dinheiro nenhum

Viver como escravo
Sem a conta nunca pagar
Sem ter um centavo
Nada podendo comprar

O desejo de voltar
À sua terra quando chove
É de coração cortar
E a qualquer um comove


.
marineusa
Enviado por marineusa em 06/07/2006
Reeditado em 16/12/2006
Código do texto: T188417

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (marineusantana@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marineusa
Brejo Santo - Ceará - Brasil, 71 anos
1726 textos (322770 leituras)
39 áudios (29264 audições)
18 e-livros (9104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:05)
marineusa