Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM INVENTOU A DISTÂNCIA/NÃO CONHECIA A SAUDADE - complemento 1

Escrita na estrada de Recife a João Pessoa no dia 18.08.2006


Hoje eu vi em um caminhão
No seu pára-choque escrita
Uma frase tão bonita
Que roubou minha atenção
No volante um ancião
Pobre e cansado da idade
Pintou ali na verdade
O que sente desde a infância
QUEM INVENTOU A DISTÂNCIA
NÃO CONHECIA A SAUDADE

Pela estrada guiando
No frio ou sol escaldante
Na solidão do volante
Lembrava os filhos chorando
Pensa na amada esperando
Por ele lá na cidade
Falar de felicidade
Só lhe causa intolerância
QUEM INVENTOU A DISTÂNCIA
NÃO CONHECIA A SAUDADE

Dormir sem sentir o calor
Da mulher a quem se ama
Que graça tem uma cama
Sem as delícias do amor?
É um arco-íris sem cor
Um amigo sem lealdade
Uma esmola sem caridade
Uma comida sem sustância
QUEM INVENTOU A DISTÂNCIA
NÃO CONHECIA A SAUDADE

A saudade é deletéria
Não tem remédio pra cura
Quando ela ataca nos fura
Pior que uma bactéria
Tem o sabor da miséria
O gosto da impiedade
Quer ter infelicidade?
Prove da sua fragrância
QUEM INVENTOU A DISTANCIA
NÃO CONHECIA A SAUDADE

A saudade é como um raio
Não avisa quando vem
Quem tem muito ou nada tem
Bota tudo num balaio
Ao forte traz o desmaio
Ao jovem a caducidade
Do bom retira a bondade
Do rico tira a arrogância
QUEM INVENTOU A DISTANCIA
NÃO CONHECIA A SAUDADE

Saudade é um bicho feio
Sem ética ou educação
Quando chega ao coração
Parte o coitado no meio
Rasga e planta no seu seio
Melancolia e vontade
Na sua ilegalidade
Faz nascer tristeza e ânsia
QUEM INVENTOU A DISTANCIA
NÃO CONHECIA A SAUDADE



 

djalma marques
Enviado por djalma marques em 19/08/2006
Reeditado em 26/08/2006
Código do texto: T220254
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
djalma marques
Recife - Pernambuco - Brasil
67 textos (7455 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:24)
djalma marques