Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESCÂNDALOS

Tento explanar num poema
Este avultado dilema
Pelo que passa a nação...
Falo destes escândalos
Patrocinados por vândalos
Sem amor nem compaixão.

O homem em sua fome
De elevar o seu nome
Perde a razão e a fé...
Posso dizer que este mal
Não é coisa atual:
Mais velho que andar à pé.

Só sei que ultimamente
Proliferou a semente
Da ganância e do desdém...
O que antes não surgia,
Sob os panos se escondia,
Hoje logo à tona vem.

A sociedade se agita,
E hoje se vê aflita
Assistindo essa lambança...
É podridão todo o dia,
E como balde de água fria
Nos arrefece a esperança.

Já votamos num valente.
Na verdade era um demente
Que nos envolveu num drama...
Votamos num catedrático
Que depois ficou apático,
Se confessou um banana.

Pusemos então no Palácio
Um tal de Luiz Inácio
A quem chamamos por Lula...
Mesmo saindo do povo,
Acho que erramos de novo,
Seu mal é a grande gula.

Desde que entrou no poder
O “trem” começou a feder
No expurgo das ganâncias:
Foi os fundos de pensão,
Os bingos, o Mensalão,
O golpe das ambulâncias.

E o mais grave disso tudo
É que em dois de outubro
Teremos outra empreitada...
O que temos de opção:
A atual corrupção
Ou outra inusitada.

Já estamos esgotados
Desses dias malfadados
E lhes digo, amigos meus:
Tudo isso acontece
Porque o homem se esquece
E se afasta de seu Deus.

Tião Luz
Enviado por Tião Luz em 02/09/2006
Reeditado em 12/11/2012
Código do texto: T231197
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Tião Luz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tião Luz
Poços de Caldas - Minas Gerais - Brasil
97 textos (17005 leituras)
7 áudios (630 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 09:02)
Tião Luz