Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

muié

muié muié
conheço um bicho cum nome muié

bicho arredio cum fogo no oiá
e como qué, mi leva daqui p'ra acolá

bem longe de mim
de dentro de mim

pra cumê duro
pão sem fome
tanto arde como some

eu quiria era num puder dependê disso
quiria era matá tudo
e mi vê livre

mas num dá
tô grudado nelas
qui num respiro sem elas
num posso nem andá
qui meus ói num pára quieto

mais qui tanto de belezura
da maior candura
tem umas graúda
e até miúda
tudas são bunita e formosa
qui num dá pra tê prosa
só si fêcha os ói

e goza
Aprendiz do amor
Enviado por Aprendiz do amor em 17/08/2005
Código do texto: T43285
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aprendiz do amor
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 38 anos
6 textos (618 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:30)