Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Saga de Um Caipira


      Chega doer em meu peito
      Me Alembrar do Sertão
      Do Aboiar dos Vaqueiros
      Da Viola e da Canção
   
           Lá eu era tão filiz
           Naquela Taperazinha
           Ô qui baita casamento
           foi o meu cum a Rozinha

       Era a mais linda Rosa
       qui tinha lá no Rincão
       e foi praquela Vilgem
       qui eu dei Meu coração
   
            E nove mês despois
            Nasceu o menino Chico
            Eu tremi de cima a Baixo
            Quando Rosinha deu um Grito

       O menino foi crescendo
       Tangia comigo o Gado
       Nas Terras de Zé Honoru
       Um Cabra Macho Aloprado
     
             Mas um dia veio uns hômi
             Falando em educação
             qui eu fosse levar o chico
             lá pra civilização
   
       Dizia calí nus matu
       O Chico ia se perder
       se for morar na cidade
       será doutor ao crescer
     
              As lágrimas desceu dos óiu
              Mas eu Deixei a Terrinha
              Viemos morar na Cidade
              Eu, o Chico, e a Rosinha
         
       O Chico hoje é doutor
       se Chama dôtô Francisco
       A rosinha è merendeira
       Eu Fico catamdo lixo
     
             Ai que sardade da rocinha
             do Plantí de Bananeira
             do Cará ,bãi de Riacho
             de Meus Pé de Laranjeira

       Onde e meus compadres
       A noite ao fim da Jornada
       Nós cantava hino ao Senhor
       e Lia na Bíblia Sagrada
     
             Muito anos se passaru!
             E nossa vida mudô
             Nossa casa é de tijolo
             A de Taipa nós deixô

        Naquele lugar sem luz
        tinha menos escuridão
        nós aqui tem luz no Poste
        E treva no coração
     
             Eu nesta cidade Grande
             sou um caipira sem valor
             E minha esperança
             É ir morar com o Senhor

        E  ontem emocionado
        Olhei o céu com Amor
        Fiz pedido à Jesus Cristo
        o Meu amado Senhor
       
             Tira me neste momento
             Desta infelicidade
             Leva Eu e Minha véia
             Pra viver na Eternidade!


     
EDIVALDO COBRA
Enviado por EDIVALDO COBRA em 03/10/2005
Reeditado em 16/11/2005
Código do texto: T55945
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EDIVALDO COBRA
Recife - Pernambuco - Brasil, 53 anos
6 textos (1371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:16)