Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÓIS INVERGA MAIS NUM TÓRA!

Seu moçu quero aqui dizê
Que a vida na roça
Num é fácil di se vivê
Nois corri pra lá e pra cá
Brigandu cum o tempu
Pra prantá e pra coiê
As chuva quanu chega atrasada
Num mais se adianta perdemo as prantação
Quanu se arresorve chegá mais cedu
Veim cum tanta força que alaga tudu
E acaba cum nossu chão
Teim tameim as mardade dus ômi
Que nas seca ajuda a tacá fogu nu mato
E nóis fica tudo isoladu
Os bicho morre queimadu
As arvore num se arresiste
Vira tudu carvão e nóis fica na mão
Os interesse dos ômi rico
Que compra nossas terra a preçu di banana
Pra fazê grandis ispigão
E temu que abandoná nossu chão
Cum as inchada cravada dentru du coração
Os riu que banham o sertão
Tão tudo morrenu
Já chega improprio pra moiá a prantação
Neim se podi dá água de bebê pra criação
Tudo já chega puluídu
Pelu pessoá ricu e instruídu
As nacente já num são respeitada
As água cristalina nacendu du chão
Pingando nas pedra crescendu pelo caminhu
Já num chega no már
São tudo martratada e se acaba na lama
E cadê o IBAMA?
Agua boa, pessoá ... um dia vai fartá
É ansim a vida no sertão
Mais nem tudo é tão ruim
Nóis dá nó ni pingo dagua
Nóis inverga mais num tóra!
Nóis é tudo teimoso
Num abandonâmu nossu chão

Cumpadre Caipirinha
Enviado por Cumpadre Caipirinha em 28/08/2007
Código do texto: T627512
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cumpadre Caipirinha
Brasília - Distrito Federal - Brasil
118 textos (10854 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 11:00)
Cumpadre Caipirinha