Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MENTIRA PRECISA DO CIGANO/COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA

A raposa precisa da galinha,
a galinha precisa da ração,
o empregado precisa do patrão,
a fofoca precisa da vizinha.
O afilhado precisa da madrinha,
o cabelo comprido, de uma trança.
O faminto precisa encher a pança,
pescador já precisa do oceano,
A MENTIRA PRECISA DO CIGANO,
COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA.

O Brasil precisa do futebol,
futebol precisa de torcedor,
o político, do voto do eleitor,
fim de tarde, de um lindo por de sol.
O idoso, no frio, de um cachicol,
quem está preso, precisa de fiança.
O adulto precisa da criança,
como a gata precisa do bichano,
A MENTIRA PRECISA DO CIGANO,
COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA.

O matuto precisa do roçado,
como a terra precisa da umidade.
A visão precisa da claridade,
comandante precisa do soldado.
O patrão, do moleque de recado,
o vaqueiro, de um burro que não cansa.
Bodegueiro precisa da balança,
o lojista, das festas de fim de ano,
A MENTIRA PRECISA DO CIGANO,
COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA.

Gigolô precisa de rapariga,
o boêmio precisa do bordel,
cordelista precisa do cordel,
e o líder precisa de quem o siga.
O descanso precisa da fadiga,
a fadiga, da rede que balança.
Fazendeiro, do vaqueiro que se lança,
mato a dentro, encourado ou "em pano",
A MENTIRA PRECISA DO CIGANO,
COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA.

O colégio precisa do estudante,
que precisa, por sua vez, do professor.
Seu poeta precisa do seu amor,
todo dia, toda hora, todo instante.
Movimento precisa de militante,
o herdeiro precisa da herança.
A anarquia precisa da lambança,
pianista precisa do piano,
A MENTIRA PRECISA DO CIGANO,
COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA.

O luar precisa do violão,
de um poeta prá lá de apaixonado,
o poeta precisa dar o recado,
para a musa de sua inspiração.
O amor precisa de emoção,
o idoso precisa de sustança.
O carente, da graça que alcança,
o doutor psiquiatra, do insano,
A MENTIRA PRECISA DO CIGANO,
COMO A PAZ PRECISOU DA ESPERANÇA...

Bob Motta
NATAL-RN
16.OUT.2007
Bob Motta
Enviado por Bob Motta em 16/10/2007
Código do texto: T697277

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bob Motta
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 69 anos
230 textos (42989 leituras)
2 e-livros (189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 06:31)
Bob Motta