Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entornou...

Quando o mé é de graça
nego acha que nunca acaba
vai entornanu, nem repara
Vixi Maria! Fez-se a desgraça!

A festa séria virou pirraça!
Muié dançanu cuns cabelo,
ôta escurreganu no terrero,
Homi quebranu taça!

Imprestávi a taça, no meio da fumaça
Olha pra mim e grita: "Você derrubô!"
"Tá doido, derrubei nada!"
"Cuidado, tem gente descalça!"

Pisa na barra da 'carça'
Deita no ção pra ver mió
Sobe logo no palco e canta!
Um buraco no vestido. será que foi uma traça?

Ninguém aguenta a manguaça
A banda é de Rock?
Merda! Num tem forró!
No mêi da rua a bagunça é mais engraçada!

Cadê a máquina, caça!!
Momento único na história...
Sem 'ôtoridade' por perto,
Bora tirá foto da Bagaça!

Ômi, faça tudo, mas doidêra num faça!!!
"Já te avsei, tu tá é bêba!"
Riso solto, choro incontido...
Era vinho... Já pensou se fosse cachaça????
(18/12/05)

Gabriela Gonçalves
Enviado por Gabriela Gonçalves em 03/01/2006
Código do texto: T93642
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gabriela Gonçalves
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 31 anos
9 textos (596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:03)
Gabriela Gonçalves