Capa
Cadastro
Textos
Ńudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELIAS O ASTRONAUTA DE DEUS

        Nem toda caravana que se destina a Terra Santa conduz no seu contexto figuras tão ilustres, como o nosso Mário Matta, de Turim; ele se revelou um ávido leitor de literatura ufológica e na sua humildade, quando chegávamos ao Monte Carmelo, segredou para Jayra, que me chamou pressurosa para junto de si, pois não sabia bem o italiano, e nos fez ouvir o seguinte relato, dizia Mário Matta, com placidez e segurança: “Faz alguns anos, o mundo civilizado conheceu um grande sucesso editorial denominado Eram os deuses astronautas? O autor, um pesquisador alemão chamado Erik Von Daniken, afirmava que certos objetos voadores, não identificados, muitas vezes registrados na Bíblia, eram astronaves. Bom, o arguto escritor levantava essa possibilidade, tendo em vista que algumas personalidades do mundo místico apareciam seguidas, antes ou depois, de objetos voadores, semelhantes a dirigíveis, algumas vezes em forma de charutos ou de foguetes que espirravam fogo quando se deslocavam no espaço em grande velocidade”.

        Simoneta de Siracusa, a simpática esposa do professor Beluomo, deu um pulo com o dedo em riste na direção a Mário Matta e disse, “Me diga uma coisa Mário, nós estamos, neste momento, chegando ao histórico Monte Carmelo, aqui na cidade de Haifa, o porto mais antigo do Oriente-Médio. Você quer dizer que Elias era um astronauta?” Mário Matta, sem ao menos demonstrar qualquer surpresa, tomou a palavra e acentuou: “Brava senhora Simoneta, com a permissão do meu ilustre professor Beluomo, afirmo-lhe sem qualquer exagero que pelos estudos do já citado Erik Von Daniken, Elias é com certeza um desses astronautas de Deus, a quem ele servia com tanto zelo e desmedida coragem!”

“Bravo, Mário” dizia, batendo palmas, Simoneta, chamando a atenção de todo o grupo, que fez uma grande roda em torno do improvisado conferencista. Até D. Ângelo ficou curioso e, imterrompendo o discurso do nosso instrutor especial, perguntou: “Bravíssimo mestre, queres dizer que Elias é um astronauta de Deus?”

Mário Matta corou; ele não esperava atrair para si o interesse do instrutor principal da caravana. Aquele que dedicou sua vida ao estudo da Bíblia e sabia tudo sobre a Terra Santa. E, meio confuso, respondeu: “Dom Ângelo, me perdoe, estou apenas, repetindo a informação do escritor Erik Von Daniken! Só isto! Realmente não sou especialista nesses meandros da ciência arqueológica espacial ou outra qualquer, entendeu Dom Ângelo?”

Jayra, atenta, indagou: “Finalmente, quem foi Elias? O que representa para os crentes?” Tomei a vez para indagar de Dom Ângelo a procedente alegação de minha amiga.

“Por favor Dom Ângelo, diga-me para onde foi Elias. Aliás, acho que a turma toda está sedenta de suas informações”, e Dom Ângelo não se fez de rogado, pediu atenção, pois estávamos todos agitados com o calor de Haifa, cidade portuária à beira do Mar Mediterrâneo. Dizem que é o porto mais antigo da terra.

Todos silenciaram e Dom Ângelo começou, solenemente. Ele tinha uma característica: encarava tudo com solenidade. Disse: “Elias foi um dos três maiores profetas da antiguidade judaica. Os outros dois foram Moisés e Isaias.

Elias, como bem sabemos, fez muitos prodígios, impulsionado pela fé sua gigantesca. Fez a multiplicação do óleo e da farinha da viúva de Serepta de Sidom, cidade da antiqüíssima Fenícia, hoje região do Líbano. Elias, à semelhança de Moisés, feriu as águas do Jordão e elas se separaram para sua passagem e de eu discípulo Eliseu, a pé enxuto, como referem os livros de Reis, I e II do Antigo Testamento. Elias, afinal, depois de passar a fio de espada os profetas de Baal, foi arrebatado aos céus por um carro de fogo, com cavalos de fogo. Elias foi separado de Eliseu e subiu aos céus num turbilhão.”

E a conclusão, depois da brilhante preleção do nosso instrutor bíblico, é que, realmente, dá para se pensar que Elias, de maneira impressionante, dentro da visão do ilustre estudioso alemão, foi um autêntico Astronauta de  Deus.
Emanoel Fay Mata da FonsÍca
Enviado por Emanoel Fay Mata da FonsÍca em 19/01/2006
Cůdigo do texto: T101087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Emanoel Fay Mata da FonsÍca
Maceiů - Alagoas - Brasil
1 textos (50 leituras)
(estatŪsticas atualizadas diariamente - ķltima atualizaÁ„o em 05/12/16 02:45)
Emanoel Fay Mata da FonsÍca