Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A nossa diferença com os Animais

 A semana é Santa e no culto e rico Estado de Santa Catarina torturam vários bois naquilo que chamam de Farra (sic). No Centro/Sudeste/Sudoeste/Norte/Nordeste imensas multidões vibram com a tortura que cavalos, bois e os filhotes destes últimos sofrem. No Nordeste, aliás, também sentem prazer em assistir aos bovinos serem puxados pelas caudas até caírem.
 E dizem que é uma herança cultural. Se for mesmo, da minha parte eu abro mão.
 Na rica, culta e sofisticada Península Ibérica multidões vibram com o sofrimento de touros. No mundo todo, multidões vibram com a tortura imposta aos animais de Circos. No ‘grande irmão do norte’, além dos rodeios (off course),  multidões vibram com galos se matando, idem com cachorros. Asiáticos matam serpentes e rinocerontes para melhorarem o desempenho sexual. Será que funciona? O certo é que serão necessários muitos e muitos frascos destes pretensos afrodisíacos para que tais indivíduos se tornem homens.
 A humanidade toda surra e escraviza os eqüinos e no fim de suas vidas cortam-lhes as pernas e deixam-nos sangrando até que morram. Exigência de alguns mercados.
 Aqui, abaixo do Equador, no “Pulmão do Mundo” proibiram-se as motos serras e não é que os gajos inventaram uma nova arma para continuarem no genocídio vegetal e, por tabela, animal e, talvez, humano. Sim senhores, adaptaram correntes aos tratores e junto com as árvores cai o que poderíamos chamar de Racionalidade.

 O leão mata a gazela, o tigre idem, a onça idem. Seria impensável vê-los torturando as suas vitimas antes de comê-las. Só nós fazemos isso.

 E é precisamente essa a nossa diferença com os Animais. Não! Não é a inteligência (temos?)! É a crueldade!Somos os únicos a ter prazer com o sofrimento alheio.
Fabio Renato Villela
Enviado por Fabio Renato Villela em 30/01/2006
Reeditado em 30/01/2006
Código do texto: T106078
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Fabio Renato Villela
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
1758 textos (329198 leituras)
1 áudios (27 audições)
4 e-livros (4093 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:24)
Fabio Renato Villela

Site do Escritor