Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afinidade


Muito já li sobre a afinidade, esse encontro sutil e indelével que se estabelece, sem que consigamos traduzi-lo em exatidão.
Há afinidade, não apenas se nos percebemos no outro, mas também quando somos reconhecidos pelo outro, apesar do que somos e das diferenças que nos envolvem.
Quando há afinidade, as palavras podem ser profundos silêncios, porque aquele que nos é afim, é capaz de ouvir a voz do que nos cala. Mesmo o pensamento reflete-se na mais clara nudez, cúmplice do tom e do som do olhar daquele que nos contempla, adivinhando o idioma que nem sempre consegue ser expresso na linguagem das palavras.
Kierkegaard, filósofo dinamarquês e pai do Existencialismo, já dizia que: “todo compreender é afetivo”. Penso que afinidade não requer igualdade, mas compreensão e entendimento no que se é distinto do outro. Assim, afinidade é alcançar e abraçar o mundo de alguém, mesmo se nossos passos precisam trilhar estradas distintas, quando o tempo leva-nos em ausências e distâncias.
Ser afim é “baixar a guarda”, porque o outro sabe aceitar a nossa entrega e, outras vezes, a nossa necessidade de solidão.
A afinidade sugere consentimento, mas também respeito ao universo de mistérios do outro. É mergulho em que não se explicita profundidades, porque aquele que nos é afim sabe o momento de emergir ou imergir nas águas claras e turvas, em que navega a nossa existência.


Fernanda Guimarães


Visite "De Amores e Saudades - Fernanda Guimarães":
www.fernandaguimaraes.com.br
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 13/04/2005
Reeditado em 25/08/2008
Código do texto: T11137
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (64358 leituras)
9 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:24)
Fernanda Guimarães