Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"TEUS  BARULHINHOS"

Evaldo da Veiga


 Sinto lindo os teus barulhinhos...
doces e vibrantes convites à vida,
chamamento ao amor.

Adoro essa tua multiplicidade que faz acordar 
e ao mesmo tempo dormir...

Também sonhar, um sonho de quase existir...

Estou vivendo um hábito tão novo, 
tão carinhoso, tão diferente,
o hábito do meu amor por você...

Vamos pra qualquer lugar, será bom!
Qualquer lugar de nós dois...

Vem, vamos amar nosso
amor de agora, nosso amor distante,
nosso amor presente,
nosso amor de sempre,

vem...

Chega junto,
Bem juntinho...

vem!

Evaldo da Veiga


.....x.....x.....x.....

Oh, como a beleza parece mais bela,
Com o doce ornamento que a verdade produz!
A rosa é bela, mas mais bela a vemos
Pelo doce perfume que nela seduz.
As rosas silvestres têm a mesma cor
Que as doces rosas perfumadas,
Os mesmos espinhos, a mesma volúpia
Quando o ar do verão expõe os botões escondidos;
Mas como têm na aparência a única virtude,
Vivem esquecidas e murcham obscuras;
Morrem sozinhas. As doces rosas, não;
De suas doces mortes surgem as mais doces essências.
Assim também de ti, bela e amável jovem,
Fornecido o frescor, tua verdade em meus versos persiste.

(William Shakespeare)





evaldodaveiga@yahoo.com.br






Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 15/02/2006
Reeditado em 25/03/2012
Código do texto: T112282

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:12)
Evaldo da Veiga