Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

'BILHÕES DE PEDACINHO'

Evaldo da Veiga

Nos apaixonamos porque já nascemos caminhando para fazer
 um pouco mais, a cada dia.
 São os passos que se multiplicam, as palavras que aumentam, muitas coisas que buscamos aprimorar usando o instinto de aumentar. 

Já nascemos com necessidade de ternura e encontro ,
 isso foi colocado dentro de nós para deleite e, ainda,
 por instinto de perpetuação ...

 Estou te enrolando minha amiga, falando sem dizer ...
 Sabe por quê? Não se explica o amor! Ele 
se mantendo imenso e lindo se fragmenta em interpretações, 
em mais de seis bilhões de pedacinhos, tantos quantos
 seres humanos existem no planeta.

E, pra ficar melhor, adicione a esse número o amor dos bichinhos,
 dos pássaros e das flores...
 Querida amiga, li até o final tuas indagações e consegui 
uma convicção, sem receio pelo erro por precipitação. 
Sabe qual? O amor não tem explicação!!! 

Ame simplesmente, ame muito, quem sabe um dia você
 encontre a sua explicação? 
Bem, no final você pergunta:
 - " O amor é assim mesmo, louco, ilógico?" 
Creio que sim, e também acho que não dá pra ele ser mais fácil .

 O amor em sendo o bem maior, temos que correr atrás
 por todo o sempre, mesmo permanecendo sempre sem entender,
 mas sentindo tudo de mais delicioso e lindo, que só o amor pode oferecer.


evaldodaveiga@yahoo.com.br 




--------------------------------------------------------------------------------
Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 16/02/2006
Reeditado em 12/04/2007
Código do texto: T112431

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:43)
Evaldo da Veiga