Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA MACACA

Evaldo da Veiga



Lembram dela? 

Andou circulando pela NET durante um bom tempo.
Charme puro, né?

Já a apresentei, mas já estou admitindo 
o esquecimento de vocês.
É essa nossa memória brasileira. Dizem, 
que muito combalida...rss

Mas não vamos mudar de rumo, falemos dela!
.
Bem... eu e MINHA MACACA estamos numa boa, 
e isto é o que é o bom, obviamente rsss.

Hum... um barato super legal, vocês precisam ver, ao menos saber.

Lembram daquele adágio popular "deixar com água na boca?"

Mas não é o que pretendo. Mas... pode acontecer !

Eu e ela, MINHA MACACA, "estamos nas nuvens"...
Ah..., é tão bom conviver em carinho, respirar o outro
 em plena observação, sentir como verdade 
quem está ao nosso lado...

Eu e ela, MINHA MACACA, sabemos que o outro existe,
 e isto é muito bom.

Estou aprendendo coisas magníficas. Como é bom conviver 
com os raros!... No meu caso, uma rara.

E, ainda, existe o melhor: é o falar simples do trivial, 
na busca do verdadeiro carinho, da autêntica beleza, 
seguindo na direção do Campo da Paz...

Outro dia ela falou:
- "Não adianta preocupação, isto é dar volta em círculo.
 Pensar na vida não é se preocupar, é buscar solução. 
Substituir a tormenta é pensar anotando soluções. 
Traçar o mapa do caminho, do destino..."

Fique encantado; e, como gosto de confronto intelectual, 
imaginei MINHA MACACA em debate com o Paulo Coelho.
 Não devia, fiquei triste e senti o lado injusto da vida: ele na Academia e ela me aturando rsss. Além de aturar o barulho do trânsito, muitos momentos bem chatos, aqui onde moramos.

Hoje, pela manhã ela ordenou:
"- Sorria logo, vamos!..."
Não consegui, embora desejasse, e muito.

Ela estranhou que eu não conseguisse sorrir
 e ser alegre rapidinho. Não perguntou nada, mas senti que era bom tentar esclarecer e disse:
" - Pô... tô ruim a bessa, mal de grana... "
E tentando tirar da reta, tentando defender uma tese para 
minha incapacidade financeira atual, expus vários motivos.

Maior besteira é isto de se defender perante uma MACACA LINDA. Ela disse que o fracasso não se explica. Me fudeu.

Levou alguns segundos e ela perguntou sem esperar a resposta:
- Está sem grana?"
E prosseguiu:
" - Quem fica nervoso perde a briga. Busque a solução.
 Problema se exclui deletando ( ???), somente ver e viver o momento.... Está precisando de muito dinheiro para usar agora, nesse instante? Não? Então esquece o problema."

Ela sentiu meu olhar atônito, de quem não conseguiu entender e prosseguiu:
- Problemas existem para nos tornar alegres!..."

Fiquei encantado !

Foi um papo excelente e não consigo transmitir. 
Melhor é ir para o cotidiano, sem complicação.

Eu e minha Macaca gostamos de natureza, flores,
 florestas, bichos e bichinhos, mas, às vezes, 
não sei explicar, caminhamos de mãos dadas 
pelo centro de Niterói, que já foi a capital do RJ. 
A cidade não perdeu a beleza, mas os políticos resolveram exterminá-la como capital. Aconteceram muitas coisas, 
sempre envolvidas de canalhices políticas, é lógico.

Estávamos num momento tão belo 
e eu estupidamente perguntei :
- Como devo te chamar? Gisele? Xuxa?.
Jamais vi uma expressão de repugnância tão autêntica.
 Ficou um vazio de segundos que se me pareceram eternos. Felizmente ela disse:
"- MACACA, SIMPLESMENTE!..".
Esta forte convicção de se saber linda, maravilhosa, 
me encantou, embora eu já estivesse encantado há muito tempo. Parece que ela ficou com peninha da minha burrice
 de lidar com a vida e disse como se fizesse 
um carinho autoritário e ao mesmo tempo conciliador.
- Bem , querendo, me chame de Princesa

PRINCESA, POR QUÊ?

- Porque não quero ser rainha, somente por isso. Porque você pergunta tanto...acha que pra tudo tem que existir explicação?

Busquei mudar o assunto, estava desbundado; ai, projetando carinho e admiração FALEI: 
- Querida, você sabia que o cientista Carlos Linei 
considerava que nós éramos os únicos do gênero HOMO e da espécie SAPIENS?"
- Ela ficou silenciosa e eu continuei embora com um forte pressentimento que ela já soubesse de tudo que eu iria dizer. Receei aquele quadro repetitivo e babaca 
da burrice versos inteligência .
Fragilizado, já ofegante, continuei acanhado,
 mas desistir nunca, pensei ( atitude ridícula). Como se estando em início de um assunto, falei pra MINHA MACACA:
- Querida....
E ela: - Por quê não, amor...? Preconceito?

Fiquei desbundado novamente, mais feliz. Ela me considera imbecil mas queria meu carinho. ASSIM, CRIE ALMA 
NOVA E PARTI PARA O MEU DISCURSO 
ACREDITANDO QUE IRIA ABAFAR.

Falei, empolgadamente:
-Meu amor, a teoria do naturalista inglês 
charles Darwim foi muito contestada e abominada
 pela Igreja Católica...
Não deu para continuar porque senti ela chateada pelo alongamento, ainda que gentil, e foi categórica:
- Sim, sim, daí ? "

Sem jeito continuei, e não vendo alternativa fui escorregando, engatinhando...

-É que nosso precucessor, como o HOMO Erectus e o HOMO neamderthalansis, estão extintos há milhares de anos...

Minha Macaca educadamente pediu:
- CONCLUA!...

Já me sentindo mais por baixo que bunda de cobra, 
senti obrigação de ir ao final. Um tanto hesitante é claro.
 E foi assim:

- Bem... querida... aliás, meu amor! Na semana passada
 o cientista Morris Gsodmam sugeriu, em um estudo
 publicado na revista científica PNA, que os Chimpanzés 
( Pan troglodytes) fossem incluidos no gênero HOMO. Porque repito: ... ( nem sei bem o que falei, tal minha confusão)....

Com esforço continuei:

- .... descobriram em análise profundo do DNA
 que a semelhança do chimpanzé com o Homem
 é de 99,60% . Olhe quanto semelhança. E ainda, outra constatação científica maravilhosa: você, Chimpanzé,
 é mais semelhante ao Homem do que se assemelha aos
gorilas e outros macacos.

Ela que sempre foi educada, desta vez reagiu 
surpreendentemente ( pra mim, eterno babaca 
que não entendo das coisas).

- Grande merda esta descoberta!!!

Nesta minha mania carinhosa de tentar fazer 
da derrota acertos, prossegui em movimentos bêbados.

- Minha MACACA LINDA, MEU AMOR ADORÁVEL ! 
Quero dizer que somos praticamente iguais!...................

E ela, implacável, sem deixar de ser linda, sentenciou:

- Já entendi onde você quer chegar, 
mas não vai rolar nada entre nós. 
CADA MACACO NO SEU GALHO! .


evaldodaveiga@yahoo.com.br


Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 17/02/2006
Reeditado em 04/02/2012
Código do texto: T112925

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313599 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:41)
Evaldo da Veiga