Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pequenas Reformas


Chego em casa e sinto o perfume de madeira fresca. Estranho um pouco a nova disposição das portas.

Há tempo pensava em muda-las, mas isto implicaria na pintura das paredes que então ficariam expostas. A troca de algumas cortinas, pelo mesmo motivo, também demandava a pintura.

Pequenas mudanças adiadas. Agora se concretizando.

Após contratar um pintor; um marceneiro, para as portas; uma casa especializada em cortinas; é necessário definir as novas cores com as quais passarei a conviver.
Para a escolha das cores recorro aos sites de marcas de tintas que permitem simulações de pinturas em diversos ambientes. Apresentam uma grande variedade de tonalidades expressas por nomes e códigos numéricos. Um amarelo pode ser topázio, ouro, canário. Um verde pode ser esmeralda, musgo, jade e muito mais.
Munida dos nomes e dos códigos, dirijo-me às lojas. Fico surpresa com as diferenças entre as nuances das tintas apresentadas no mostruário e as da internet.

Não, não há como prever os resultados das mudanças. As simulações não corresponderão à realidade. Realizar mudanças é arriscado. Devo correr o risco.

Envolvida com estas pequenas reformas me dou conta das mudanças subjetivas aí sinalizadas. O reconhecimento dos riscos explica a resistência que a elas opomos.

Lembro-me do ímpeto de mudar o mundo que partilhava com amigos quando éramos jovens. Penso no significado da cor vermelha com a qual tingiríamos todas as bandeiras. À época não era possível a pintura virtual. Hoje sei que o vermelho pode se apresentar em diversos tons que variam também em função da incidência de luz.

Minhas pequenas reformas ainda não estão prontas, inúmeras consultas ao feng shui me socorrem das indecisões. A sabedoria chinesa ainda me fascina, mas a matiz vermelha já não reina soberana em minha paleta. Ao se abrirem para diferentes horizontes, as portas materializam meus diversos pontos de vista, causam uma certa estranheza, apaziguada pelo perfume amadeirado.




 





Rocio Novaes
Enviado por Rocio Novaes em 05/03/2006
Código do texto: T119227
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rocio Novaes
Curitiba - Paraná - Brasil
203 textos (55095 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:38)
Rocio Novaes