Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De novo o encanto


       Estas tardes não têm o que fazer. Elas,sim, são omissas e desocupadas. No ócio ineficaz de suas vidas , procuram jogar na intrincada teia de nossos destinos mais uns fios enredados e pegajosos; didícil desvencilhar-se, impossível mentir.
       Tarde vazia me trouxe e jogou de chofre você, com um milhão de desatinos e duas ou três possibilidades de conserto. Não quero esta tarde cálida que me trazem teus olhos de angústia inexprimível e convite para ler o mundo como eles lêem. É danado ver as coisas com os teus olhos.  É cruel reagir assim. É terrível ser você. Mas memso assim quero outras tardes incógnitas e incompreensíveis como aquelas. Bicho, não creio em nada além do natural; acossado sou obrigado a acreditar no poder de teus olhos. Menti pra eles, boba.
Wanderlan
Enviado por Wanderlan em 20/03/2006
Código do texto: T125972
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wanderlan
Fortaleza - Ceará - Brasil, 50 anos
10 textos (457 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:59)
Wanderlan