Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Autodidata

É comum alguém se impressionar com virtuosidades de certos artistas e exclamar: "como queria tocar como ele!", "como eu queria pintar igual a ele!" ou "também queria ser ator da globo!", mas ninguém se esforça para isso.  As vezes pintar, tocar, escrever ou representar é uma obstinação na vida de alguém, que se torna verdadeiro mestre praticamente sozinho. Mas não se iludam, ninguém pega um lápis e sai desenhando maravilhosamente bem de início, ou pega um piano e toca sem ter uma preparação.  Tudo bem... seu filho pegou seu carro e saiu dirigindo seguro e suavemente quando você foi ensiná-lo, você pode até achar que ele é um talento nato,  mas acredite...esse menino andou pegando seu carro escondido. É muito glamouroso ser autodidata dá uma certa magia às coisas, parece que tu é um gênio:-Como tu aprendeste a tocar tão bem?
-Bom... eu estudei, me formei em música na PQP!
-Ah, bom!
Por outro lado:
-Como tu aprendeste a tocar tão bem?
-Bom...minha família tem um piano, aprendi sozinho.
-Uaauuu!!!!
Isso acontece principalmente na área artística, pois já pensou acontecer assim:
-Doutor, obrigado, o senhor salvou a vida do meu filho, disseram que o tumor era inoperável.  Em que universidade o senhor se formou?
-Não me formei, e essa é uma clínica clandestina, eu dissecava  os porcos da minha família para estudar seus órgãos...
Também se encaixam no glamour dos autodidatas os artistas "sem coragem".  "Sem coragem" são aqueles que tem tendência à arte, mas na hora de escolher sua profissão optaram por seguir uma mais segura e rentável, o que não se pode condenar, pois passar dificuldades financeiras não são todos que suportam.  Os "sem coragem" são aqueles que pegam o violão na festa e dão uma palhinha.  Aí entra a parte do glamour, o público fica boquiaberto e o acha um fenômeno musical, que deveria ter se dedicado à música e não a ser um próspero executivo.  Esse mesmo público que fica conversando e não presta atenção no músico com coragem que dedicou sua vida à música e batalha todos dias tocando em botecos para ganhar o pão.  Os "sem coragem" são os pintores de final de semana igual a esse que vos escreve, que prefere apenas sonhar em ser artista, mas não tem coragem de abandonar a banca de Hot Dog na qual trabalha e se dedicar só à pintura.E tem pessoas que não aproveitam a magia de serem autodidatas e tentam se aperfeiçoar, mais, mais e mais se tornar profissionais na sua área, se iludindo que com um canudo terão mais respaldo:
-Pai, meus colegas disseram que eu desenho e pinto super bem, queriam me comprar uns trabalhos.  Acho que vou estudar desenho!
-Sei não, filho, não seria melhor cursar uma faculdade boa... Direito, Engenharia, Medicina...?
-Não, pai, quero ser artista!!
-Tá bom...
Seis anos depois, já formado:
-Aí filho, Vendeu suas pinturas naquela exposição coletiva?
-Nenhuma, pai...
-Caramba! Que crise, como é que vamos pagar as prestações do seu Crédito Educativo? O pessoal não tá comprando nada mesmo, né?
-Bem...Pai, sabe a Carlinha, aquela menina de dez anos que pinta flores, pêras, maçãs...?
-Sim...
-Vendeu tudo!
Marcos Boca Matos
Enviado por Marcos Boca Matos em 12/04/2006
Código do texto: T137874
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Boca Matos
Tapera - Rio Grande do Sul - Brasil, 45 anos
7 textos (509 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:47)
Marcos Boca Matos