Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor ou desequilíbrio?

Eu não entendo determinadas coisas...
Como pode alguém querer a qualquer preço uma pessoa que não a quer?
Quer tanto que é capaz de prejudicar, e dizem que o fazer em nome do amor não medindo consequências...
Que amor é esse?
Se é que é amor, a mim parece desquilibrio mental!
A pessoa se sente tão abandonada que se agarra a uma nesga de carinho e confunde tudo.
Tenho ouvido cada coisa que não dá para crer que um ser adulto  que se diz  racional tenha a capacidade de pensar e até executar determinadas ações.
Pessoas se acham no direito de fazer coisas estranhas em nome do amor, mas do amor de quem delas ou de quem as ama?
Gente que apela para tudo para prender alguém que não a quer, se é que isso pode ser feito.
E se puder que valor tem?
A pessoa faz uma macumba, um trabalho, um sortilégio seja lá o que for para prender alguém, que valor tem isso?
Ter uma pessoa ao seu lado que não realidade não queria estar com ela, que não a ama, é tudo falso é uma mentira.
Eu penso que quem ama não prende, não prejudica, não se impõe.
Vale sim lutar por quem se ama, mas quando há reciprocidade, e não lançar mão de meios escusos para alcançar um objetivo alheios ao sentimento do outro.
Como uma pessoa que diz amar a outra cava a infelicidade daquele aquém diz amar?
Isso é amor ou desequilibrio mental?
Como conviver com uma pessoa sabendo que essa pessoa não nos ama, que só está junto a nós porque está "enfeitiçada" que não existe amor verdadeiro dessa pessoa para com o outro. 
Será que esse tipo de pessoa não conhece a lei do retorno?
Será que esse tipo de pessoa, que mente, manipula ultrapassa os limites da lucidez ama mesmo, ou está tão louca que perde a noção do certo e errado?
Ou será que o desamor que ela tem por si própria é tão grande que nada mais importa?
E por não importar se acha no direito de prejudicar.
Será que vale tudo mesmo?
Vale até cavar a própria agonia?
E tolher a vida de outra pessoa?
Como esse ser irá se sentir quando cair em si e perceber que nunca foi feliz, que roubou a vida de outra pessoa e que o tempo passou e não há mais tempo para nada?
Acredito na espiritualidade para o bem, e já tive provas
concretas de espíritos de luz que vem para nos ajudar em momentos de aflição, por todo o respeito que tenho para os espíritos de luz fico indignada quando fico sabendo que alguém os quer manipular para o lado escuro da espiritualidade.
Sinceramente não entendo...
Alguém entende?

***

Obs >>> Esta é minha primeira tentativa de escrever  crônicas, tenham calma e muita paciência comigo, eu ainda estou aprendendo, todos os comentários mesmo que sejam criticas são muito bem vindos pois estarão contribuindo para o meu aprendizado.
Espero contar com a ajuda de todos para o crescimento do meu eu interior.

***

"ÐäMå Ðë ÑëG®ö"

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa sou apenas alguém que sente!

***

Beijos
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 17/04/2006
Reeditado em 31/08/2007
Código do texto: T140708

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146144 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:17)
Dama De Negro