Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VIRTUALIDADE
 
     Estamos vivendo em nossos dias mudanças de nossos hábitos e costumes culturais. A informatização tem nos dado uma nova dimensão de vida. Essas mudanças são definidas acertadamente como evolução. Querendo ou não, estamos envolvidos pelos efeitos do fenômeno da globalização, do novo contemporâneo. Vivemos novos laços sociais, financeiros, culturais, espirituais e outros, porque a tecnologia da informação nos favorece isso. A tecnologia faz parte da nossa estrutura de vida que gradualmente vai tornando-se virtualizada.
     O virtual é algo que existe em potencial, enquanto o real já é.
     O virtual não é palpável, não é percebido pelos cinco sentidos. O mundo da comunicação virtual é feito através da internet.
     O computador é um equipamento que vai tornando-se indispensável ao ser humano. Movido a programas, facilita a vida do usuário. O tempo que há alguns anos atrás um contador gastava para organizar livros contáveis, relatórios, balanços, hoje é feito em questão de horas. A agilidade vai depender do digitador, seu conhecimento e domínio dos programas responsáveis por cada operação correspondente. Por falar em programas, é válido ressaltar a competição acirrada no mundo moderno, pois cada empresa especializada na informática procura colocar no mercado produtos cada vez melhores. A caneta e o papel já não são prioridades à escrita. É o computador que é indispensável.
      Este contexto não está ainda muito bem entendido por muitos, porque não é um contexto homogêneo. Não é homogêneo porque ainda uma grande massa não tem tido acesso a esse desenvolvimento, em face as grandes diferenças regionais, umas mais ricas e outras bem mais pobres. O acesso ao sistema sofre muitas limitações. Assim o conceito de virtualidade vai desenvolvendo gradativamente, à medida que se atinge o conhecimento do mundo virtual. Os membros da sociedade estabelecem sua escala de valores condizentes entre si de modo a conviver aceitando os princípios que regem o mundo virtual. Este mundo é de uma riqueza imensurável! Dentro dessa grandeza vale ressaltar:
Técnicas que constituem verdadeiras ferramentas ou instrumentos de solução; obtenção de informações, armazenamento e distribuição; o comércio eletrônico com ambiente bem diversificado, como anunciar o produto, como tratar o cliente e como satisfazer dentro dos paradigmas da educação, conhecendo seu nível de instrução, como tratá-lo, enfim, desenvolver um trabalho com responsabilidade.
 
     A tecnologia não está ainda sendo utilizada em sua plenitude, ou seja, utilizando todos os seus recursos disponíveis, mas em virtude do alto percentual de uso de sites e e-mails, fica demonstrado que há grande procura de conhecimento de novos recursos que a tecnologia da informação tem para oferecer.
     Os cidadãos conscientes das transformações são obrigados a inserirem nesse processo de desenvolvimento, a fim de garantirem as ferramentas que lhes darão qualidade de vida.
     O virtual é uma bênção, é facilidade de vida. Há, contudo, uma preocupação em relação às crianças. Que programa instalar que as satisfaçam e que construam suas vidas? Pais e educadores têm essa responsabilidade. Assim como o computador é atingido por vírus que alteram sua programação, não podemos deixar de considerar os perigosos vírus que alcançam a mente das crianças e podem causar estragos morais. Estamos nos referindo às influências da internet e também de muitos programas e jogos, que objetivam oferecer distração, mas que também têm influências maléficas. É preciso saber separar o preciso do vil.
     A Virtualidade começou no Brasil com mais intensidade, no início do terceiro milênio, como movimento comercial, como movimento literário, associando a literatura à tecnologia. Ela estimula o comércio e visa estimular também a literatura, porque todos os sentidos estão estimulados e consequentemente serão explorados. Imagens, sons, cores, letras estão sendo inseridos e armazenados formando unidades virtualizadas, literárias ou não.
    A Virtualidade de hoje está construindo, ou melhor, é um agente construtor do mundo virtual de amanhã. É interessante dizer que no mundo virtual, muitos autores participam juntos de expressões literárias, como é o caso das Cirandas, Ensaios, E-books, Antologias. Cada autor é identificado por um apelido (Nicknames). O valor maior não é de quem escreve, mas sobre aquilo que se escreve.
    Para melhor usufruir dessa facilidade é preciso conhecer o vocabulário. É necessária uma adaptatividade. O adaptar ao virtual é “falar” de forma diferente, onde a língua inglesa é predominante.
    Devemos muito a Bil Gates, inventor do computador, mas também devemos a muitos outros “experts”, da informática que têm aprimorado essa ciência.
    A informática é uma bênção para a gestão empresarial, para a administração pública, organizações em geral e ao homem como sociedade. Todos têm um novo modo de viver, cujo sucesso depende de estarem “conectados” ao sistema nervoso digital. Cada dia a tomada de decisão está menos vinculada à inteligência do executivo. A virtualização administrativa é uma tendência emergente da própria sociedade ao criar mecanismos de respostas.
     A tecnologia da informação está sendo uma área de estudos dinâmica e em pleno desenvolvimento. Como exemplo citamos a internet que faz parte do nosso cotidiano, e cujo alcance é mundial e independentemente de qualquer circunstância. A internet é um recurso riquíssimo de aprendizagem para todas as faixas etárias. É um entretenimento e meio de se relacionar com mais eficiência que o telefone. A internet preenche o vazio de muitas pessoas da Terceira Idade. Os jovens e adolescentes que estão crescendo em contato com o computador contribuem para o crescimento do plano virtual e impulsionam as transformações no conceito, constroem e disponibilizam descobertas, pois têm prazer pelo avanço da tecnologia.
       A realidade virtual traz também transformações, e muitas transformações! O espaço da internet vai tornando-se autoritário em face o conhecimento da língua dominante – o inglês. No meio impresso a língua inglesa alcançou grande expansão e agora no meio eletrônico, seu avanço é maior e real.
      O mundo virtual fala muito em privacidade, mas nunca houve tantas formas de deixar as pessoas tão expostas na rede, apesar dos cuidados. Nas redes sociais, as pessoas sabem quem entrou no seu espaço. O padrão da internet é ser sociável. Sutilmente, ela vai fazendo parte da vida de cada um, e não esquece os nossos dados.
Um fato interessante que a internet propicia é a nova modalidade do livro. O E-book está mudando o jeito de se encarar a leitura. Há uma tendência dele ser considerado um fórum onde os leitores trocarão idéias uns com os outros e com o próprio autor.
 
      Existem sites preocupados e realizam publicações literárias pelo meio eletrônico sem limites de fronteiras, ou seja, nossos bens culturais  vão internacionalizando. Um exemplo prático são as Antologias. Não podemos permanecer céticos diante dessas realidades tecnológicas. Há quem diga que futuramente, talvez daqui há  algumas décadas, analfabeto é aquele que não possui um computador. Isto porque sem esse equipamento, não se terá condições de viver na globalização. Muitas inovações surgirão na nossa formação cultural.
      A virtualidade tem proporcionado um novo cenário à Terceira Idade, já que a tecnologia elimina do dia-a-dia a mesmice; novos contatos põem fim a solidão, tornam conhecidas novas culturas e uma nova visão integrada entre a mente e o coração criam e produzem rejuvenescimento e novas emoções. A virtualidade está vinculada a novos espaços de liberdade, janelas abertas para se perceber o ontem, o hoje e o futuro. Temos uma história, estamos passando por uma estrada sem limitações.
     As crianças também e a juventude deixaram para trás, sem saudades, uma realidade bem diferente de hoje. É como se o céu estivesse aberto, bem colorido para novos reencontros.
     Estamos todos integrando ao universo virtual. A velhice, sem medo da morte e o jovem não pode dizer que lhe falta sorte. Até nos asilos ninguém vive mais isolado, a família asilada cresce e torna acolhedora; têm-se novos relacionamentos, novos afetos, mãos estendidas, enfim, antenados estão com a vida moderna, importando menos com as dores, em face as novas dimensões de vida.
 
A virtualidade, entre muitas facilidades, está também a de ler uma variedade de livros (pois nem sempre é possível comprar todos que se quer). O modo mais fácil e econômico é baixa-los, ler em seu PC.  Assim, você pode conhecer obras literárias de autores consagrados. Elas estão à vontade no mundo virtual. Existem muitos livros que já estão sob domínio público. Isso que dizer que você pode baixar e distribuí-los gratuitamente.  Você pode compartilhar esse tesouro com outras pessoas estimulando a leitura a seus amigos, filhos e familiares.
Ainda dentro deste contexto não podemos deixar de mencionar um ponto de grande importância, é a amizade virtual. Depois que conheci a Internet ganhei muito da vida. Abraços que chegaram quando estava precisando; recebi flores que coloriram meu dia, músicas que me alegraram e também me deixaram saudosa... Ganhei horas e horas de riso na frente da tela, que até me fizeram esquecer que estava diante de uma máquina. Senti também pontadas no coração, algumas decepções, lágrimas de tristeza, de alegria e até colo quando estava carente! Em resumo, amigos em todas as partes do mundo!
Virtual é uma idéia que nossa imaginação sustenta. Mas os amigos virtuais vão muito, além disso: eles tornam-se uma realidade física, benéfica e necessária. Só não podemos nos esquecer que a vida tem dois lados e que à nossa volta o mundo sofre de carência e solidão. A internet torna-se um vício para muitos e temos que procurar onde estão os limites. A moderação do nosso comportamento diante da tela vai nos fazer ganhar amigos inúmeros, que vai solidificando dia-a-dia.
 
 
 
 

Maria Loussa
Enviado por Maria Loussa em 06/05/2006
Reeditado em 05/10/2011
Código do texto: T151366

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.loussa.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Loussa
Posse - Goiás - Brasil
391 textos (135838 leituras)
5 áudios (370 audições)
4 e-livros (1907 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:56)
Maria Loussa

Site do Escritor