Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pense duas vezes antes de cometer um ato que para você não fará a mínima diferença.

É lamentável o quanto as pessoas são desumanas, inconseqüentes e egoístas. Até parece que são invulneráveis, que nada os atingem!
As pessoas ao caminharem na rua, acham que são as donas do mundo, que elas tem o direito de fazer o que querem e o que não querem. Não respeitam nada nem ninguém.
Certo dia, caminhando pelas entranhas de uma cidade qualquer, um grupo de amigos e amigas viram que seu caminho estava interditado.Cortando a calçada que eles andavam, estava um homem mal vestido e sujo, deitado. Não se sabia se ele estava dormindo ou desmaiado, ou até morto. Aqueles jovens não sentiram pena, muito menos rancor, apenas ignoraram aquele senhor e o enguiçaram. Não tiveram a mínima curiosidade em saber o que tinha ocorrido ali, naquele momento. Apenas o enguiçaram como se enguiça um “gelo baiano” e continuaram seus caminhos. E, como se não bastasse, ainda o xingaram. Pois ele estava atrapalhando a passagem.
Cenas como estas são repetidas constantemente no nosso cotidiano. E acontecem de uma forma natural e espontânea. Tão espontânea como abraçar um amigo e tão natural como trocar de roupa, comer, dormir...
Agora eu pergunto a vocês, jovens desnaturados. Se fosse o pai de um de vocês que estivesse ali, naquela situação, vocês iriam gostar que um grupo de vândalos passassem por ele, o enguiçando, sem lhe dar o mínimo de respeito?
Ninguém gostaria de um ato como este não é verdade?
Agora se a pessoa que estivesse ali deitada fosse um pai ou uma mãe de família que estivesse naquela situação porque perdeu um filho, aquele filho querido que foi tão esperado durante nove meses para vê-lo, para olhá-lo pela primeira vista e saber que ele era fruto de um grande amor, que foi criado com tanto carinho, com todo o cuidado do mundo e, a cada momento, temia que alguma coisa acontecesse com ele. E, de repente, como se fosse um objeto, é arrancado de suas mãos e morto. Ou ainda alguém que perdeu um pai ou uma mãe e não consegue se controlar com tamanha dor e sofrimento. Talvez até um chefe de família que está tão desesperado em não ter o que levar de comida para casa que, em só imaginar o jeito que seus filhos vão olhar para ele, já cai em profunda tristeza.
Ninguém sabe o que aquela pessoa estava sentindo para está ali naquele estado. Talvez ela estivesse precisando de um ombro amigo para chorar e desabafar suas mágoas, talvez uma ajuda, ou qualquer coisa parecida. Mas, ao contrário disso, foi desprezado como se fosse um nada. Dubtavelmente nem ela sabia o que estava passando, mais isso não dá o direito de ninguém fazer esse tipo de coisa. O enguiçar. Somos seres humanos e merecemos respeito ate mesmo quando não nos damos respeito.
Sejam mais racionais! Pensem duas vezes antes de fazer um ato desprezível como este. Respeite para ser respeitado. Talvez Jesus estivesse ali com aquela pessoa.
Jpassis
Enviado por Jpassis em 19/05/2006
Código do texto: T159023
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jpassis
João Alfredo - Pernambuco - Brasil, 28 anos
3 textos (465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:28)
Jpassis