Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PCC (Pesadelo, Crime e Corrupção)

PCC (Pesadelo, Crime e Corrupção)
(Autor: Antonio Brás Constante)

       Nestes últimos dias, percebemos de forma assustadora, que a única prisão que parece funcionar neste País é a prisão de ventre. De um lado temos as esferas políticas brigando entre si, tentando provar que a culpa maior pela crise que tomou São Paulo é do outro partido. Esquecendo que a população quer é uma solução para situação de insegurança que assola todos os recantos de nossa Nação, com seu epicentro atualmente naquele estado. Pois sabem que indiferente ao tipo de governo (estadual, federal, etc), todos são culpados em maior ou menor grau por este surto de violência.

      Ouvi comentários de que os bandidos estavam planejando matar alguns políticos, fato que me fez pensar se antes de sufocar estas rebeliões não seria mais produtivo enviar a facção inteira para Brasília, na esperança que eles realmente cumprissem estas ameaças e acabassem com o maior número de políticos que encontrassem por lá.

      Algo que poderia ser positivo para os próprios marginais. Pois se ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão. Ladrão exterminando ladrão de colarinho branco poderia até almejar um cantinho no céu. Porém, corremos o risco deles serem absorvidos pela máquina pública e acabarem se tornando novos políticos, já que sua falta de escrúpulos é algo similar ao dos tantos corruptos que por lá habitam, e que já há muito tempo vêm matando na miséria milhares pessoas.

Outra notícia que me chamou a atenção é de que os direitos humanos - que bem poderiam ser chamados de “sociedade protetora dos animais” (já que demonstram tanto apreço pela marginália que nos cerca) – estão pedindo para que a polícia não aja com tanta violência, pois as mortes dos marginais não resolveriam o problema. Chegaram ao extremo de pedir a população que mostre “forte indignação” contra a polícia por estarem ocorrendo tantas mortes de criminosos.

Com este tipo de atitude, eles dão a entender para boa parte da população que sua função social é proteger bandidos, visando talvez com isto também se protegerem. Pois se a violência e o crime acabarem, provavelmente os dirigentes dos tais direitos humanos ficarão sem emprego e isto acabará sendo péssimo para os direitos humanos deles próprios.

Sou contra a violência, mais sou ainda mais contra a violência contra mim e contra outros cidadãos de bem, civis e militares. Se o custo a se pagar é uma ação de forma mais severa por parte da polícia sobre traficantes e assassinos que assim seja.

      Lembro que no ano passado houve toda uma campanha contra o desarmamento, com milhões gastos no referendo que poderiam ser mais bem empregados no combate ao crime. Ao que parece, a tal campanha não conseguiu sensibilizar a turma do PCC para que entregassem seus fuzis e metralhadoras, que foram covardemente utilizados para matarem dezenas de guardas, bombeiros entre outros agentes da lei, enfraquecendo ainda mais a já frágil segurança de São Paulo.

       Espero que ao menos esta tragédia tenha servido para acordar os governantes e demais autoridades deste imenso Brasil, para que alterem estas leis recheadas de falhas que atualmente soltam criminosos em regime semi-aberto para “estudar” e “trabalhar” durante o dia, mas que ao invés disso acabam matando policiais e roubando joalherias em shoppings. E passem a criar leis que realmente atendam as pessoas que pagam os impostos, os custos dos presídios e principalmente os salários desses senhores do poder. O tão sofrido povo Brasileiro.

(SITES: www.abrasc.pop.com.br e www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc)

ATENÇÃO: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

Antonio Brás Constante
Enviado por Antonio Brás Constante em 22/05/2006
Código do texto: T160935
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Brás Constante
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 100 anos
399 textos (85252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:28)
Antonio Brás Constante