Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alô, é da farmácia?

Essas coisas só acontecem comigo! Vou eu, ontem, toda feliz e sorridente, voltar a tomar a pílula (me livrei da TPM... Iupiiii!!!). Procuro uma cartela que tenho meio que de 'reserva', e não a encontro. Horário: 22h (hora em que costumo tomar).

Tudo bem! Com tooooooda a paciência do mundo, ligo pra farmácia. "Um Diane, por favor..."

Passam-se 15 minutos... Meia hora... 1 hora! PQP!! Onde foi que o carinha da farmácia se meteu? Ligo de novo: "já está a caminho".

Dali a 5 minutos, o cara chega. Aí, quando entrego o dinheiro e pego o remédio:

- Moço, peraí... Eu não pedi Maracujina.
- Ahn?!?

Afff... Eu mereço, diz que não... Peço um anticoncepcional e a farmácia me manda um calmante. Será que eu gritei sem perceber no telefone? Bom, no final das contas, ainda bem que consegui achar a cartela reserva...

Ah... Hoje de manhã, contei o "causo" pro digníssimo e olha o que ele solta:

- Ah, nada demais... A criança só iria nascer com cara de maracujá...

¬¬
Afff... Ainda acho que minha TPM não passou...
Diana Pádua
Enviado por Diana Pádua em 31/05/2006
Código do texto: T166823
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Diana Pádua
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 34 anos
2 textos (174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:19)
Diana Pádua