Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedestres Egoístas

Rua Oscar Freire, Jardins. Tarde de sexta-feira ensolarada. Caminho pelas calçadas estreitas e acidentadas.

Na minha frente, dois "homens", vestidos na última moda, caminham em passos hilariantes. Um deles, de camiseta vermelha, o mais exaltado, rebola e fala como se estivesse desfilando pela Faubourg Saint Honoré. Suponho que trabalham em alguma dessas lojas dos Jardins.

Na nossa direção, vem caminhando duas moças, de óculos escuros, papeando, sem olhar para a frente, frenéticas.

Subtamente, os dois da minha frente pára. Quase tropeço neles.
- A-mi-ga! - grita o homem de camiseta vermelha para as moças.

Começam a contar novidades, "as últimas", se foram assistir ao "Segredo de Brokeback Mountain" etc. Continuo parado, pois estão ocupando toda a calçada. O da camiseta vermelha dá uns gritinhos originais, pulando como uma torcedora de futebol americano, dobrando o joelho para trás. Só faltam os pompons.

E é quem percebe na minha silenciosa presença. Me olha dos pés a cabeça, como se estivesse diante de um homem da montanha. Vira-se e continua a conversa. Aliás, ele acha que estou querendo entrar na conversa deles. Avanço e timidamente peço licença. Afina os olhos friamente e finalmente dá um pequeno espaço
para eu passar.

Alameda Santos, segunda-feira. Nublado. Dirijo o carro entre a Haddock Lobo e a Augusta. Velocidade respeitando regra de trânsito. No cruzamento com a Augusta, o semáforo está verde para mim. Os pedestres atravessam tranqüilamente. Apenas o meu carro aproxima deles, bem devagar (para não atropelar ninguém). De propósito, páro. Continua atravessando aquela massa de pedestres. O semáforo encara-me reluzente, num tom de verde perfeito. Estou nervoso (é coisa rara, mesmo). E buzino!Alto! Os pedestres, assustados no primeiro momento, olham para o meu carro, único na rua vazia de segunda-feira. E olham feio. Olhar de desprezo, pois atrapalhei a travessia deles, os donos da rua, esteja com o semáforo vermelho, amarelo ou rosa.

Os motoristas são de fato, egoístas. Porém, os pedestres também são. Sugiro que a CET comece a multar também os pedestres.
SEIDI KUSAKANO
Enviado por SEIDI KUSAKANO em 07/06/2006
Código do texto: T171194
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SEIDI KUSAKANO
São Paulo - São Paulo - Brasil
4 textos (252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:56)
SEIDI KUSAKANO