Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



ELA É DEMAIS
Evaldo da Veiga

Ela é do cacete, inventa a beça, um amor lindo...
Disse que era astronauta e eu acreditei.
Disse até que ia me levar para passear na Lua.
Perguntei como era a vida por lá.
Disse ela que lá é  muito maneiro  pra namorar,
que iríamos ficar bem na beirinha, sentadinhos
e depois deitadinhos, ela por cima 
e  depois de lado...
 E nada de olhar pra baixo... pra cima sim.
Perguntei o que tinha lá em cima e ela disse
que eram Anjos, Santos, e uma porção de shows
com Beatles, Elvis, Jesus na guitarra e Deus no violão.
Pra baixo só dava ladrão, olhe não...
Perguntei quem que roubava naquelas bandas, se o Lula...
Ela disse que mudássemos de assunto
pra não tirar  tesão.
Achei ela tão sensata e perguntei se tinha corrimão...
Corrimão pra que meu lindo? - perguntou ela
Eu respondi que era pra segurar e não cair no chão.
Ela disse que não cai no chão não,
porque lá é Lua não tem terra e é pura levitação.
E depois...? Depois o que seu Comilão?
 Na Lua agente não faz, não ?
Faz sim - disse ela - segurando na cauda do balão,
 senão a gente se desgruda,
adeus Terra, adeus Lua, viva Platão, viva Plutão, 
com escala em Netuno, Vênus, Urano,
E abrir os olhos de um sonho,
acordando com a bunda no chão. 

www.recantodasletras.com.br/autores/evaldodaveiga

evaldodaveiga@yahoo.com.br

Evaldo da Veiga







Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 11/06/2006
Reeditado em 23/06/2011
Código do texto: T173344

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313608 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:03)
Evaldo da Veiga