Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROMESSAS


Ei, é com você mesmo, não fuja. 2004 está terminando, será que você conseguiu cumprir todas promessas que fez a si mesmo para este ano. Não precisa ficar vermelho, você não é o único, eu também não consegui. Não consegui perder aquela barriguinha, que apesar de pequena ainda incomoda no espelho e olha que a promessa é antiga, até que tentei. Também não conseguir correr mais, comer mais saudável, mas talvez eu consiga em 2005. Também não consegui quebrar os recordes de encontros anuais com amigos de escola, de faculdade. Até que o ano começou promissor, mas depois relaxou e por culpa minha e sua também não quebramos nosso recorde de dois encontros anuais e nem o de um encontro anual. Ano que vem você sabe que será mais difícil. Esse ano comi pouco feijão verde, nenhum crepe e nenhum sorvete de morango flocado, você também terminou o ano e não pagou a minha aposta (que sorvete difícil). Mas esse ano, eu não prometi, mas consegui dizer eu te amo para o meu pai, para a minha mãe. Porquê será que é tão difícil dizer “eu te amo”  para as pessoas que realmente amamos? Talvez seja difícil por não termos costume escutar em palavras, mas quantos “eu te amo” recebemos em gestos, em atitudes em beijos, em olhares, em telefonemas ou até mesmo naquele email que não diz nada, só encaminha algo, até mesmo aquelas correntes chatas, tem um fundo de “eu te amo”. Em 2005 vou continuar dizendo “eu te amo” por gestos, por atitudes, por emails, por olhares, por telefonemas, por emails (até aqueles mais pesados), mas também vou procurar dizer muito mais em palavras. Ah, esse ano eu disse bastante “eu te amo” para a minha filha, assim ela aprenderá que não dói nada dizer essas três palavras. Pois eu pensava que doía, mas não dói, mas doído deve ser o dia que percebemos que alguém nunca escutou nós dizermos que a amávamos.
Procurei dá parabéns nos aniversários de todos meus amigos, com certeza esqueci de alguns (essa desculpa vai para você), mas nem por isso são menos importantes, também fui esquecido, tive até que lembrar a algumas pessoas (isso foi para você de novo), fiquei chateado, mas as minhas chateações passam logo.
Está começando um novo ano e farei novas promessas, se vou cumpri-las não sei, mas quem disse que promessas são para ser cumpridas, o mais gostoso das promessas é fazê-las, se cumprirmos melhor ainda, senão, ao menos valeu a sensação de ter tentado.
Bem, lá vão minhas promessas para 2005: ler mais, assistir menos televisão, passar menos tempo à frente de um computador (calma, continuarei recebendo e mandando emails para você), ir mais à praia (xi, é uma promessa que não vou cumprir, quando sei que ano que vem o mar mais perto de mim estará a 1.148 km). Dizer mais “eu te amo” (para você também, mas não fique convencida). Está mais perto de minha família e amigos, mesmo que não fisicamente.Prometo fazer mais atividades físicas, a comer menos massas, a tomar menos cerveja, a comer melhor, a dormir mais, prometo dizer mais obrigado e desculpe quando necessário sempre olhando nos olhos. As promessas estão lançadas, agora tenho 12 meses, 48 semanas e 365 dias para cumpri-las. Senão, ao menos eu prometi.
Quanto a quebra do recorde de encontros anuais, esse fica para 2008, quando se Deus quiser estiver de volta.
Prometa sem culpa. Feliz 2005.
FMBARBOSA
Enviado por FMBARBOSA em 19/06/2006
Código do texto: T178709

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (FMBARBOSA). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FMBARBOSA
Brasília - Distrito Federal - Brasil
109 textos (10836 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:53)