Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anjo Andarilho

                     Anjo Andarilho

     O anjo andarilho pousou suas asas sobre mim, acordou meus velhos sonhos, a velha banda me chama para a estrada,
ao som de "Gimme a Shelter", Sa e Guarabira canta, o meu lar é onde estão os meus sapatos, o errante que um dia conheci me disse, lets go man, o mundo lá fora nos espera, meus velhos amigos já partiram, alguns estão lá em Praga aprendendo algo com o espírito de Kafka, outros foram para o Marrocos, em busca do velho Bowler. Jack London me chama, quer que eu  visite a velha San Francisco, cidade dos rebeldes, cidade da City Light, livraria de todos aqueles que não aceitam o mundo como ele é.
    Quero partir, ir em busca de sonhos adormecidos, o anjo andarilho me falou, que o sol do outro lado do mundo não é o mesmo sol que brilha por aqui. Shangai é logo alí e é lá que vive a minha amiga panniway, quero partir, ir embora, deixar para sempre o lado sul do Equador. Quero dormir em Paris e acordar em Budapeste, o velho beat que mora em mim, me faz seguir os passos de On the Road, quero ouvir blues em um velho bar de beira de estrada. O errante já foi embora, o vento apagou seus rastros, estou aqui olhando as estrelas, e pensando, por onde ele andará? Velhos sonhos adormecidos, para onde estou indo eu não sei, só sei que um dia chegarei lá.
     
velho beat
Enviado por velho beat em 02/07/2006
Reeditado em 03/07/2006
Código do texto: T186331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
velho beat
Guarapuava - Paraná - Brasil
9 textos (685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:03)