Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma experiência nada romantica!!!

  Quando adolescente, tinha uma enorme queda por mulheres mais velhas. Sempre acompanhava meus pais aos bailes que tinha, saia com as amigas de minha irmã mais velha, enfim, onde tinha mulher mais velha e solteira eu estava lá. Mas não foi em nenhum desses bailes, em nenhum barzinho da vida que conheci uma das paixões de minha vida, mas sim na INTERNET.
      Um certo fim de semana em que eu me encontrava em casa, com a perna engessada, resolvi passar o tempo na sala de bate-papo, coisa que nunca havia feito, ficar tantas horas como fiquei. E lá conheci ANITA, uma mulher de nada mais nada menos,  13 anos mais velha que eu. Senti em sua conversa uma enorme simpatia, e acabei me interessando por ela, e comecei a freqüentar a internet com muito mais freqüência. Depois de certo tempo, começamos a nos apaixonar, coisa estranha, achava que era idiotice, mas percebi que o que eu sentia era mais sério do que parecia. Mas via tal história como um conto de fadas, pois ela morava nada mais nada menos que em outro estado.
      Mas um dia meu pai me chega com uma notícia que realmente posso dizer "Isso é coisa do destino", e nos diz que iríamos mudar para outro estado, porque ele iria dirigir a nova filial da firma em que trabalhava, e por incrível que pareça a cidade coincidiu com a de ANITA. Aquela noticia me trouxe uma felicidade imensa, estava super feliz, iria sair de um conto de fadas e viver um amor real.
      Mudamos-nos para a tal cidade, lá a conheci pessoalmente, e descobri que a amava muito mais do que imaginava amar, ela o mesmo, e assim foi indo. Aos 23 anos me formei e nos casamos. E durante os 2 primeiros anos, foram tudo flores, tudo estava perfeito, vivíamos realmente um amor perfeito. Mas passados esses 2 anos começaram as brigas, achei que era apenas uma fase, e realmente foi apenas uma fase. Só que durante esse período de brigas acabei me aproximando mais de sua irmã, 1 ano mais velha, e acabei me tornando um grande amigo dela. Mas pouco tempo depois descobri que sentia um “sentimento” muito mais forte pela irmã de Anita, Dulce, e começamos um “amor” secreto.
      No fundo, minha consciência pesava muito, pois Anita era uma companheira realmente maravilha e me amava demais, e não queria fazê-la sofrer. Mas Anita começou a desconfiar de nosso romance secreto e ao mesmo tempo começou a apresentar sintomas estranhos, fomos a um psiquiatra e descobri que Anita estava ficando louca, e mesmo assim continuei um “amor” secreto com Dulce. Pouco tempo depois Anita enlouqueceu totalmente, e foi preciso interna-la. Aquele ato de internação me gerou um remorço muito grande e foi aí que acabei terminado tudo com Dulce.
      Voltei a descobrir meu verdadeiro amor por Anita quando já era tarde demais, ela havia morrido de câncer no pulmão, pois fumava, e tal doença foi descoberta muito tarde quando ainda internada, sem chance de cura. Foi aí que acabei entrando em estado de depressão e assim foi durante 2 longos anos. Depois que sai do pesadelo da depressão, descobri que Dulce tinha se matado por minha causa. Fiquei totalmente com remorço, ódio no coração, uma enorme tristeza tomou conta de mim, a vida de nada mais me valia, e assim continuo sendo.
      Hoje já estou com 44 anos, vivo sozinho, trancafiado pelo meu remorço e tristeza, mas ainda tenho esperança de que minha morte esta próxima.

Notas do autor: Esse texto é todo fictício...
Ivanzinhu
Enviado por Ivanzinhu em 25/07/2006
Reeditado em 25/07/2006
Código do texto: T201223
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ivanzinhu
Limeira - São Paulo - Brasil, 26 anos
14 textos (1238 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:21)
Ivanzinhu