Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Delícias do inverno

Êta friozinho danado de bom, sô! Tá certo que nos pegou meio desprevenidos, acostumados que estávamos há alguns anos com temperaturas mais amenas nesta época do ano. Mas que é bom pra um monte de coisas, isto é. Pra começar, a luminosidade dos dias de inverno é uma coisa encantadora.

Minha cidade amanhece sob um nevoeiro denso, que logo se dissipa, descortinando um céu de azul intenso, sem nuvens e um sol tão acalentador que ficamos felizes de poder andar pela cidade nos aquecendo e apreciando a beleza de cada dia. E ainda tem gente que anda olhando pra baixo e para os lados e deixa passar o prazer de contemplar a cidade e as montanhas sob a luz do inverno. O entardecer é um capítulo à parte. Nossos montes ainda recebendo os últimos raios de sol, o céu com um colorido avermelhado ímpar, as primeiras estrelas surgindo até o inevitável pôr-do-sol dando lugar a um mar de estrelas e luas claríssimas.

Natureza à parte, o inverno traz tantos outros prazeres que só quem se permite apreciá-los saberá curtir, mesmo que a vida esteja cheia de percalços - e isto, ora, não é para poucos. Mas, curtamos o clima. No inverno ficamos mais elegantes, afinal precisamos nos vestir mais e acabamos nos vestindo melhores. Estamos cobertos dos pés à cabeça, mas ficamos muito mais sedutores, apesar de ainda ter mulheres que insistem em sair de minissaia e camiseta. Não sabem o que é sedução! Falando nisso, o inverno tem uma característica interessante: é tempo de querer estar apaixonado, de sentir o calor de outro corpo, de se enroscar e ficar agarradinho.

É hora de curtir o que a estação nos proporciona, seja com o amor, com os amigos, a família e até mesmo sozinho. Prazeres existem para serem desfrutados e podemos nos dar alguns luxos sem precisar dispor de muita grana. Basta ter criatividade e vontade. Ah!, e paixão pelo clima pra poder criar um clima.

Que delícia poder dar uma paradinha para apreciar uma xícara de chá bem quentinho. Camomila, capim cidreira, hortelã e louro trazem perfume e charme e ainda aquece o espírito. Um leitinho com açúcar queimado e canela também tem o seu lugar. E o fumegante mingauzinho de fubá com alho antes de ir pra cama? Hummm.... Isto sem falar nos outros sabores, nos caldos, nas sopas, nos vinhos tintos... Para entrar de vez no glamour da estação, é só caprichar na arrumação da mesa, colocar uma jarrinha com flores do quintal, apagar as luzes, acender uma vela e degustar a vida aquecida e iluminada por nossas mãos, por mãos que fazem a sopa do jantar virar um banquete no mais simples aconchego.

O inverno é um convite ao abraço e à quietude da alma. Convite a momentos íntimos, únicos. Basta preparar o espírito, deixar que os sentidos se aflorem e usar a imaginação e a sensibilidade para usufruir todos os cheiros, sabores, cores, sons e toques que tornam-se inesquecíveis sob a aura luminosa do inverno tropical. E Porciúncula, hum..., fica uma delícia nessa época do ano.

Rosimere Ferreira
Enviado por Rosimere Ferreira em 01/08/2006
Código do texto: T207107
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosimere Ferreira
Porciúncula - Rio de Janeiro - Brasil
116 textos (6349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:08)
Rosimere Ferreira