Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA ESTAMOS VIVOS


 Hoje acordei um pouco atrasado o maior frio lá fora não dava tempo nem para o café gelado, sai correndo para esperar o ônibus no ponto, minha sorte é que ele passou bem rápido. Trabalho perto de casa e isso é uma vantagem. Não tenho que pegar o metrô lotado, espremido como uma lata de sardinha,ou em ônibus que mais parecem com carro de boi, vou contra o fluxo, não preciso ir de carro e ficar neste trânsito caótico todos os dias.
 Cheguei na hora certa trabalho em um escritório de advocacia, tem hora que não faça nada mais tem hora que as coisas engrossam. Quando você começa a trabalhar não consegue mais parar, na grande maioria das vezes é por causa do dinheiro que temos que ter para mantermos ativos dentro da sociedade, ou quase raramente por que gostamos de verdade do que fazemos, o que acho um pouco mais dificíl nos dias atuais.Tem dia que eu acordo com a maior vontade de poder ir para outro lugar, viajar para longe daqui dessa cidade cosmopolita e consumista, é uma relação de amor e ódio. Eu adora este lugar e sou extremamente viciado por morar aqui, mais fazem quatro anos que não viajo para fora do estado e quase um que não vejo o mar. Mais vamos caminhando conforme o nosso ritimo, conforme a nossa música sem muitas escolhas ainda estamos vivos.
bandini
Enviado por bandini em 02/08/2006
Código do texto: T207457
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
bandini
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
23 textos (1547 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:10)
bandini