Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não me importo se alguém vai ler ,foda-se

Eu sou feliz sim na medida do possível, acho a vida maravilhosa e só o fato de estar vivo já é algo, mas há muito tempo minha vida não esta nada bem, não sei explicar é difícil falar de si mesmo, acho que ninguém quer andar com um espelho vinte e quatro horas refletindo a sua imagem e as ações do dia a dia. Mas o fato é que eu admito que sou um grande perdedor, na minha infância eu não aceitava perder nem no par ou impar, hoje é tudo diferente e as circunstâncias são outras, minha vida neste exato momento esta uma droga e sei que sou o grande e o único culpado por isso, não tem como ser diferente, não posso escolher quase nada, acabo aceitando tudo, sem ao menos saber a verdade, somos obrigados a fazer muitas coisas que às vezes não gostaríamos de fazer ou detestamos, mais fazer o que essa é a minha vida e não me vejo em outro corpo ou si eu tivesse um bocado de dinheiro não seria desse jeito, seria sim ou não, ta certo que o dinheiro é o que move o mundo e não dá para viver sem ele dentro da nossa sociedade capitalista, que com dinheiro você tem poder, uma  liberdade assistida, as coisas ficam mais fáceis, mas cara eu acho que nem tudo na vida deveria ser por dinheiro, ou criarmos uma ideologia de vida, através de um abstrato. A cada dia que passa a angustia aumenta sem limite, é sempre a mesma coisa, um longo dia atrás do outro, me sinto triste e talvez só dessa maneira é que encontro o meu ser e minha reflexão ao menos eu penso em melhorar, em mudar, mas nem isso consigo, tudo bem eu sei que sou um fracote, perdedor que não faço nada na vida a não ser trabalhar, estudar e gastar, mas vivemos em um circulo vicioso que é extremamente complicado, romper as barreiras, me sinto como um animal envelhecendo, com o olhar vago, sozinho no meio de um grande pasto, cercado, isso se refere a minha limitação, não tenho para onde ir e o que escolher, é como se eu fosse um programa de computador, que Deus manipula lá de cima ou sei lá quem, não estou colocando a culpa em ninguém, sei que sou um verme rastejante que só fica sentado enchendo a barriga de comida e reclamando da vida, mas não é só isso, tento dar um significado, o sentido para ela, mas não consigo achar um ideal, exatamente porque nunca estou satisfeito, sem falar na eterna cobrança, sempre tem alguém esperando algo de mim, e sempre o melhor, em tudo a eterna competição, essa é a nossa guerra provar quem é a melhor, minha vida é chata sem muita graça, mas quero que um dia isso mude talvez possa mudar, para melhor ou para pior, não existe garantia de nada, e acredito que ninguém escolhe o pior para si mesmo, até o suicídio eu entendo que às vezes possa ser uma forma maluca, mas de acabar com a angustia e o sofrimento que é estar vivo, porque reconheço que não tem como existir vida sem isso, mas o fato é que chega a um ponto, uma parte da vida que ela fica insuportável, e isso não depende de quando de dinheiro você tem no bolso é algo que não escolhe cor, raça ou classe social e sim o medo e a incerteza de estar aqui sozinho, mas não é o meu caso não teria coragem de tirar a minha vida isso seria um ato covarde e egoísta porque por mais que não me sinta bem e nem sempre temos que estar bem, isso não esta escrita em um manual pratico da vida, devemos ser felizes toda hora, acho que a felicidade é construída através de bons momentos, tudo tem dois lados, dois pontos de vista, dois caminhos a seguir eu digo dois podem ser vários é porque não é apenas um, tenho pessoas, amigos maravilhosos que realmente me faz acreditarem que a minha vida é boa sim, e acho que são as pequenas coisas, essas mesmas que não damos tanto valor, é que faz todo um diferencial o de me manter vivo, aquecido do frio e do medo de não estar mais neste corpo, nesta vida.

bandini
Enviado por bandini em 18/08/2006
Código do texto: T219282
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
bandini
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
23 textos (1551 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:07)
bandini