Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mendigo

Uma noite na rua,
andando com meus pés,
avistei a figura mais triste que eu já vi...

Um homem, um cão,
uma lata de lixo.

O homem meio bêbado,
andando tortamente,
falando com seu cão.

E aquilo era tão real,
que até parecia verdade,
até parecia que por trás dos grandes prédios das grandes cidades,
aquilo realmente acontecia.

O homem friamente analisa a lata de lixo,
"as vezes alguém jogou algum resto de carne podre".

E aquilo era tão real,
que até parecia verdade,
até parecia que por trás dos grandes prédios das grandes cidades,
aquilo realmente acontecia.

Mas, na lata de lixo nada encontrou,
sentou no chão,
e falou ao cão.

"A verdade é de mentira
e a mentira é de verdade
quando me dói abrir os olhos
eu os deixo fechados
até que tudo passe
se é que vai passar "

"Aquele homem mataria por um pedaço de carne" pensei.
"Mas o dinheiro tá curto até pra mim,
não posso ajudá-lo".

Ao concluir isso fui para minha casa,
e finalmente dormi.
Sonhei com o homem e o cão,
mas não me lembrava exatamente o quê, quando acordei.

Ao ligar a televisão eu o vi,
foi morto, roubando um supermercado,
não estava armado,
nas mãos uma caixa de leite e um pacote de ração.

E aquilo era tão real,
que até parecia verdade,
até parecia que por trás dos grandes prédios das grandes cidades,
aquilo realmente acontecia.
Bok Felipe Ojeda
Enviado por Bok Felipe Ojeda em 19/08/2006
Reeditado em 16/06/2013
Código do texto: T220424
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Felipe Ojeda).
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bok Felipe Ojeda
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
3 textos (180 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:06)