Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECREANDO

     Quase nove e trinta e cinco; terceira aula. Os alunos esperam ansiosos e impacientes para os cinco minutos infernais que antecedem o recreio. As repetidas perguntas de: “Que horas são?”, ou de “Quanto falta?” – correm soltas pela sala de aula. Verdadeira loucura!
     A grande maioria apresenta rostos famintos, com a boca salivada e olhos vidrados na cantina – a aula já não se conta mais: apenas aguardam o sinal para correr... Para qualquer mestre é difícil dar aula nestas condições, com toda esta agitação. Os alunos, com as mãos suadas, seguram as fichas à beira da porta. Então, a esperada sirene ecoa pela escola anunciando o tão sonhado recreio.
     Alunos correm desenfreados e descontrolados pelo pátio em direção à cantina. A fila gigantesca vai se formando, cada vez maior, cada vez maior. Conversas se misturam entre os alunos ‘mortos de fome’. Ouvem-se vários gritos de reclamações dos encrenqueiros ‘furadores de fila’. Alguns rostos contentes saem da fila com o lanche na mão, deixando os últimos da fila desesperados e com uma pergunta na cabeça: “Será que sobra pra mim?”
     É então que, finalmente, chega a vez dos últimos. E, às vezes, a merendeira diz que sente informar: “O lanche acabou.”

     Baseado em conversas de alunos
Prof Pece
Enviado por Prof Pece em 25/08/2006
Código do texto: T225201
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Pece
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 46 anos
243 textos (25951 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:11)
Prof Pece