Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um pouco mais sobre o gás

Mesmo correndo o risco de parecer chato voltar a um assunto que já estaria ultrapassado pela mídia, pois os interesses que ela defende não foram cumpridos _ e as derrotas devem ser mantidas no esquecimento. A questão dos acontecimentos envolvendo a Petrobrás e o governo boliviano do Evo Morales não deve somente ser lembrado por uma questão político-economica, mas também para sabermos de que lado está a supermídia nacional.

A questão mais fácil de se responder é a primeira, porém a medida que a respondermos estaremos encaminhando uma reflexão a respeito da questão da mídia. Devemos lembrar de algumas coisas para meditar nesse assunto. A Petrobrás não é uma empresa 100% brasileira (não é 100% “Brás”), apesar de o Governo Federal ainda ser o acionista majoritário. Então quando se vê a supermídia defendendo uma ação de qualquer natureza do Governo Federal quanto à crise que estava se desenhando, podemos perceber que não se trata de nacionalismo ou de querer que uma empresa nacional tenha seus direitos respeitados no exterior, mas se trata de defender também o capital internacional que está sendo aplicado na Petrobrás e que ajuda a financiar esta supermídia que existe no Brasil.

Outra coisa que devemos lembrar é da atitude do Governo Lula, que seguiu o Tratado de Westfallia, assinado em 1648, em que se assegura a integridade territorial do Estado. Para os desavisados, isto que dizer que o governo boliviano pode e deve defender o que for melhor para o bem da sua nação _ foi eleito para isso _ mesmo que isso signifique lutar contra uma empresa do porte da Petrobrás. E o Governo Lula respeitou a soberania nacional boliviana.

Por ultimo, é preciso que o povo e a supermídia brasileira (esta eu me arrisco a chamar de brasileira) deixe a hipocrisia de lado. O governo boliviano está reeditando um movimento que nós conhecemos muito bem e que não devemos deixar de lado. Nós também já lutamos contra as multinacionais do petróleo nos anos 50 e vencemos. Lutamos para que o petróleo fosse extraído por uma empresa brasileira e estatal, lutamos defendendo um slogan comum “O petróleo é nosso” e com esta luta a Petrobrás foi criada. Este é um momento histórico muito importante para o povo boliviano, pois este é “O gás deles” e não disseram que a Petrobrás não poderia mais explorar o gás natural da Bolíva. A empresa brasileira deveria refazer os contratos junto com o governo boliviano, mas como isso significaria o pagamento de mais impostos por parte da Petrobrás a supermídia logo defendeu os interesses daqueles que a domina.

Este artigo foi escrito porque acho que numa democracia é necessário escutar opiniões diferentes para que possamos formar a nossa própria opinião. É preciso que o povo comece a pensar sobre isto _ se é que é interessante para a supermídia fazer o povo pensar, acho que não é, pois há tantos comentaristas políticos que não entendem de política, tantos leitores de teleprompter, tantas novelas...


Por Denilson Coutinho de Almeida – UFF 7º período de Geografia.
Agradecimentos: Dr. Carlos Walter P. Gonçalves e colegas do curso.
Domingo, 20 de agosto de 2006.
Denilson Almeida
Enviado por Denilson Almeida em 29/08/2006
Código do texto: T228373
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Denilson Almeida
Itaboraí - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
6 textos (350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:45)
Denilson Almeida