Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cega de Guia


Uma velha senhora entrou no consultório conduzida por duas mulheres que lhe seguravam os braços. Portava uns óculos escuros e uma bengala. Cuidou de queixar-se de dores por todo o corpo. Eram queixas dignas de uma junta (junta tudo e joga fora!). Curioso quanto ao inusitado da cena, o médico indagou o por quê dos óculos e pediu-lhe que os retirasse. Qual não foi o seu espanto ao constatar a presença dos dois maiores piterígios que já havia visto em sua vida. Piterígio, pra quem não sabe, é aquela carnosidade que aparece no olho e que, ao crescer, vai cobrindo a córnea pouco a pouco, tornando-a opaca. A imagem o deixou revoltado. Já fazia vários anos que aquela mulher encontrava-se naquela situação. Mais revoltado ainda ficou posto que todo mundo sabe que a cirurgia para tratar essa doença é uma das mais simples, seguras e rápidas que existem. Incomodado com tamanha acomodação e desleixo perguntou à senhora por que não havia operado ainda os olhos. Ao que ela respondeu: -Opero não, Dotô... tenho muito medo de ficar cega da cirurgia! Ele, de bate-pronto, quase que berrou: -Cega a senhora já está, mulher! Cega de bengala e de guia!


Edmar Claudio
Enviado por Edmar Claudio em 01/09/2006
Reeditado em 02/09/2006
Código do texto: T230519
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmar Claudio
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
217 textos (25398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:48)
Edmar Claudio