Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Lua e Eu

è bem provavel que possam dizer que esteja fora do juizo normal e que por passar algum tempo na prisão,possa ter perdido meu equilibrio emocional.
Não é bem assim,pois a prisão é um lugar onde todos os valoes são reavaliados,e busca-se no íntimo foças para sobreviver e razões para viver. Quando se deixa levar pelas forças negativas,principalmente numa prisão,sucumbe
se e naufraga-se num mar de perversão, angústia e solidão.
Há que ressaltar que afastado do mundo livre, na prisão convivendo com todos os tipos de criminosos, tem-se que manter um equilibrio muito grande para não se abater ou pior deixar-se envolver no mundo delinquente.
Alto consumo de drogas,extorsões,homicídios,traições,brigas
e tantos outros fatores fazem o dia a dia na prisão.
Tem-se que manter um escudo moral e um carater firme, para
não ser arrastado pelas ondas da marginalidade e da lelinquencia.
A pressão emocional é constante, a solidão fiel companheira e a depressão sempre lado a lado, esperando a oportunidade para ocupar o íntimo de cada um.
Por tráz das muralhas frias de concreto, quase que um túmulo,as vezes se consegue esquecer das belezas naturais.
Seres humanos, nós já somos a maior obra e a mais inteligente que a natureza soube criar,porém esquecemos que temos que obrigações para com ela e acabamos sendo o
maior destruidor e o maior vilão, quando não respeitamos nossa propria espécie e agredimos nosso habitar.
Dentro do presidio resta-nos apreciar o Sol majestoso e Soberbo e a Lua meiga e misteriosa, quadros da realiodade natural.As pessoas frias tanto quanto as muralhas, indiferentes, procuram cada uma carregar seus dramas pessoias e no coração retem toda a imensidão de sentimentos e amarguras.
Que falta sinto de minha mãe, que com paciencia e afeto me dava seu colo para chorar e desabafar;
A falta do meu pai, serio e correto,me dizia as palavras certas e o caminho a seguir;
saudade dos poucos amigos que,em horas difíceis, sempre ofereciam sua palavra de apoio e estímulo.
Estou só !!! com quem dividir meus dramas e minhas frustrações? Quem poderia somente me ouvir e deixar eu chorar em seu ombro?
Há algum tempo, talvez alguns dias ou,quem sabe algumas noites passadas, estava meditando sobre minha vida e meus
problemas pessoais, tentando achar meu ponto de equilibrio mental,e procurando analizar meus erros e meus acertos na vida, para quem sabe entender o porque estar vivendo todo
aquele infortunio atráz das grades.
Perguntava a mim mesmo:
--Por que estou sofrendo tanto e por que estou aqui?
A prisão já seria um castigo cruel,pois nenhum ser vivo nasceu para não viver sem liberdade,no entanto minha maior dor, estava no fato de estar esquecido pela maior parte das pessoas com quem dividi meus dias de liberdade. A mágoa tomava meu coração, decepcionado com as pessoas que deixei do lado de fora.
Os dias foram se passando,e aos poucos foram me esquecendo até que nunhum deles apareceu mais, nem mesmo para saber se estava vivo ou morto.
A carga emocional tornava-se insurpotável,e como se não bastasse, somando a tudo isto acrecentava-se a tensão provocada pelo proprio  ambiente em que estava vivendo.
Muitos crimes, muito vicio e muita maldade.
Naquela noite,ao meditar sobre tudo isto, sem sono, procurei não incomodar meu companheiro de cela, que dormia profundamente,e aproximei-me da janela e sem que pudesse esperar, senti algo invadir meu peito e tocar minha alma.
Maravilhosa imagem deixou-me estático.Olhando ao alto,bem
acima das muralhas,no céu infinito, coberto com muitas estrelas estava ela, a Lua, que emitia seus raios de luz que atigiam toda a vista e também meu rosto como se fosse magico.
Profunda emoção me tomou,e diante daquela miragem, comecei a tirar impressões do que estava vendo.
Pensava comigo,sobre a natural beleza que emitia tanta alegria em suas luzes,que as recebia em forma de u sentimento de paz.
Seu foco de luz invadia toda a cela, com efeitos mágicos,onde em certo momento percebi que recebia de maneira telepática mensagens de carinho e afeto.
Seria possível, ela a Lua querer se comunicar comigo??
Procurei me concentrar e deixar toda aquela luminosidade natural tomar meu rosto e num passe de magica comecei a receber suas mensagens.

A cada pensamento,ela, a Lua me respondia e começamos uma longa coversa.
Disse me que durante muitas noites pôde me observar dentro daquela cela angustiado, e que se preocupava com todo aquele sentimento negativo que ia me consumindo aos poucos.Queria se comunicar para dar me outra visão da vida
que apesar da prisão, tinha que me manter altivo,sabendo que uma hora tudo pode mudar. A paciencia sempre é o melhor remedio para superar o tempo.

Lhe respondi que toda aquela margura dava-se em razão da imensa solidão que me tomava e a falta de perpectiva de vida.As horas na prisão demoram a passar, fazendo de cada minuto uma espera de horas, as vezes dias. Na cadeia o relógio anda em camara lenta.

Qual não foi minha surpresa quando ela, a Lua me disse ter vivido os mesmos dramas que eu estava vivendo.
Como poderia? perguntei.- ès toda majestade da noite,és de importância vital para a Terra!

-Não se deixe levar pelas aparencias,pois também vivi na angustia e na solidão tanto quanto voce vive nesta cela.
-Como pode ser? indaguei atônito
Foi quando ela,a Lua passou a narrar sua história;
/Durante séculos fui um grande mistério para os astronomos e astrologos;
cobri de inspiração os poetas e artistas;
Causei paixões e criei sonhos e fantasias aos amantes e enamorados;
Aos aficionados religiosos guardei a sensação da morada dos anjos;
até que certo dia, o homem no avassalador  desejo de evolução desceu em meu solo e fincou uma bandeira!
-Não era desta maneira que eu desejava ser conquistada!
-Eu não podia perder meus mistérios e minha magia!
-A glória veio aos homens que de todas as formas comemoraram a proeza!

-CONQUISTAMOS A LUA!!!
-Imensa tristeza se abateu sobre mim!
-Os astronomos e astrologos já se lançaram mais além a razão de suas pesquisas,buscando no infinito os segredos do Universo!
-Aos poetas e artistas, eu já naõ causava inspiração para criar emoções!
-Os amantes e enamorados já não buscavam em mim o sentido maior do amor e da paixão,aquele do fluido cósmico que habita a Criação e que tem sido objeto da conquista maior de Deus!
-E a morada dos anjos, cuja conciencia humana desconhece
que seu habitar natural seja a propria criação,relegou ao nada as oferendas dos cépticos religiosos.
-Pra que continuar existido?  pensei
-Eu estava abandonada!!!
pequena pausa se fez, até que ela< a Lua proseguiu...
" Em certo momento, entre o sentimento de abandono e a depressão, tive uns instante de lucidez e percebi que eu não estava só!
-Lenbrei que, embora o homem tenha perdido todo o interese por mim, eu ainda continuava a receber muito carinho e muito amor! Mantinha ainda toda a importancia que julgava ter perdido!
-Os pássaros, as aves, os peixes, as matas, os rios, os mares,emfim todos os seres com excessão dos homens continuavam a me adorar!
-Conclui que a ingratidão é sentimento peculiar aos homens!
Após ligeira pausa, ela continuou..
- Uma noite, já bem na vastidão da madrugada,pude perceber
por entre as grades de sua janela, que voce sofria de uma imensa angustia causada pela solidão!
-Noite após noite,eu seguia seus passos e seu comportamento
procurandouma oportunidade para fazer contato e dizer-lhe algo que mudasse seus sentimentos e criar alguma esperança!
-Passei a lançar meus focos de luzes em sua janela até que pudesse ter sua atenção!
-Agora que lhe conteo minha história, quero que acredites que não estás sozinho!
-Existe uma grande e preciosa razão para querer viver1
-Se voce foi esquecido pelas pessoas que julgaste que o amavam,lembre-se que além delas, outras existem esperando para lhe conhecer!
-Saiba que a solidão somente deve existir naquelas pessoas ddiscrentes em "Deus" e na sua criação!
-Nos momentos em que sentires só,basta olhar pela janela e poderá me ver e comigo conversar!
-Lembre-se, voce naõ está só!!!

Após ouvir atentamente sua explanação, fiquei estático e pensativo,até que resolvi deitar e me entregar ao sono.
A partir deste momento, a minha vida mudou, e meus sentimentos foram outros.Já não mais permiti que a solidão
tomasse minha alma e nem a amargura o meu coração.
A Lua tem sido minha amiga e confidente,e sua luminosidade
abre sempre um sorriso de vida e preenche meu coração com esperança.Desde então fizemos um pacto de amizade eterna,coroada com carinho, afeto e admiração.
Nos adoraremos, e no silencio das madrugadas somente nossos olhares denotarão a reciprocidade das nossas emoções.

 
 
jocenir
Enviado por jocenir em 03/09/2006
Código do texto: T232052
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jocenir
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
1 textos (86 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:40)
jocenir