Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se tu vens as quatro desde as três começarei a ser feliz.
Pequeno Principe.
E quanta ansiedade.
Eu que te esperei durante dias e noites, e quando você aparece simplesmente nao pude te amar como desejo
Pena, estava ocupada.
Falou para eu te chamar, como? com a força do meu pensamento e do meu desejo?
Onde te buscar?Sento e levanto diante do computador sem parar, nada está bom, dormir nem pensar.
Como se explica isso, gostar de uma pessoa que nunca se viu e nem se tocou?
Mas me entreguei por inteira no pensamento, tão forte que quase se podia tocar.
É um sentimento profundo, sem rosto, sem corpo, mas que me satisfaz plenamente.
Até a pouco tempo se alguém me falasse isso eu o chamaria de louco.
Mas que loucura maravilhosa.
E afirmo, o que importa é o sentimento, enquanto não soarem as doze badaladas da meia noite, estarei aqui a te esperar, e como meu coração e meu corpo se aquecerá quando você surgir, simplesmente num quadradinho emoldurando uma cabaninha, tão pequenininha, mas que abrigará o nosso grande amor.
martamaria
Enviado por martamaria em 10/09/2006
Reeditado em 18/10/2006
Código do texto: T237235
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58789 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:44)
martamaria