Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A revolta das águas

A tarde de domingo transcorria lenta e previsível. Era um dia em minha memória,  pelos meados dos anos 70, na, ainda, pacata  Porto Alegre. Domingo de infância pobre, longe dos vídeos, computadores e outras maravilhas tecnológicas que iriam povoar a realidade das crianças de hoje. Tudo estava imerso naquele ar mormacento de verão.

Almoçamos tarde, como era de costume. Naquela época , já, o programa Sílvio Santos (des)animava as tardes dominicais. Assim, ligávamos o rádio para  ouvir os jogos do Grêmio, diversão melhor para a opinião de um menino, levemente, fanático. Segunda-feira a escola nos esperava, e íamos levando os dias infantis.

De repente, um estrondo irrompeu por todo o bairro, vindo do Morro Santa Teresa. Algo que parecia um tiro de canhão, pensamos. Ali , naquela área, existiam muitos quartéis e era a fase mais dura do regime  militar. Olhamos, rapidamente, para o morro. De lá, transbordavam imensas colunas de água. Parecia uma inusitada catarata se derramando pelas pedras. Em poucos minutos, ruas encheram-se de água e a nossa atenta audiência futebolística foi cortada por notícias ameaçadoras. Havia um acidente nas canalizações internas da Hidráulica Loureiro da Silva , a força da água já tinha vitimado uma pessoa e casas estavam sendo inundadas. Por vários dias, este fato repercutiu na vida dos porto-alegrenses, e tornou-se uma lembrança viva de meus primeiros anos.

Hoje , passadas mais de duas décadas, e eu aqui sentado, nesta cadeira de funcionário público municipal, reflito sobre a trama misteriosa do destino. Jamais, pensaria em estar ocupando este lugar, naquela distante tarde, mas o fato me marcou profundamente.

É,  meu companheiro, como poderia eu imaginar. No fundo, são as coisas incompreensíveis e de grande sincronicidade que vão montando, pausadamente, os pedaços de um quebra-cabeça chamado vida...
Ricardo Mainieri
Enviado por Ricardo Mainieri em 13/06/2005
Reeditado em 13/06/2005
Código do texto: T24240
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Mainieri
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
1919 textos (29385 leituras)
1 e-livros (105 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:01)
Ricardo Mainieri