Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tristeza e vergonha

Uma enorme tristeza invade minha alma. O dia está claro, o sol ilumina tudo, menos meu coração que se angustia diante da banca de jornais, os da cidade só falam de bobagens, os da Capital de "dossiês".

E pensar que antes de ACM poucos sabiamos o que era "dossiê" e menos ainda para que serviam, e que depois, por assim dizer, da noite que veio sobre este homem da República, e o afastou das manchetes já havíamos quase que esquecido o tal do "dossiê.

Mas nestes tempos "modernos" não são o que deviam ser, mas ainda são o que eram naqueles outros tempos. São mercadorias caras, vendidas a peso de dolares e usados, ainda não se sabe bem com que propôsitos, mas por certo que nenhum eticamente aceitável.

Ligo a TV e ainda lá estão os "dossiês". Em todos os portais lá estão os "dossiês". Siceramente, não aguento mais.

Se me pergunto se isso ainda vai demorar, me entristeço mais. Porque por certo vai, favoreça este ou aquele, esses malditos invasores, chatagistas, crápulas, sanguessugas, continuarão a permear a nossa vida.

Então um dia a vergonha nos invadirá e substituirá a tristeza, passaremos de nosso costumeiro estado amorfo para um estado que ainda não conhecemos, e então... só Deus pode saber o que será de nós.

Mas, por certo será um povo melhor, orgulhoso de suas características, de suas muitas cores, raças, que finalmente amalgamadas nos formaram brasieleiros, somente brasileiros.

Zé apenas Zé
Enviado por Zé apenas Zé em 19/09/2006
Código do texto: T244100
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé apenas Zé
Araraquara - São Paulo - Brasil, 60 anos
1 textos (90 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:38)