Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Metro quadrado no Metrô

Enquanto é dito para darmos um passinho à frente, cabe mais gente no metrô, de 06/09 no jornal Destak de São Paulo, o Brasil dá dois passos para trás. Foi informado que o metrô paulistano tem condições de transportar até 10 ou 11 passageiros por metro quadrado (m²).

Sabemos que não é na base da gentileza que vamos mudar nosso país, tampouco nossa cultura e educação. Vemos estatísticas comprovando que outras redes apresentam níveis de lotação maiores que a de São Paulo, como é o caso de Shangai que comporta 11 passageiros por m², Tóquio e Moscou que vêm na seqüência com 10 pessoas por m², e a Cidade do México com 9 pessoas neste mesmo espaço. Esta situação é inadmissível quando falamos de Brasil, como é possível comparar redes estruturadas com pessoas de nível educacional e cultural desenvolvidos, com a população brasileira ainda em desenvolvimento, a qual infelizmente muni-se da habilidade maliciosa em tirar proveito de todas as circunstâncias. Diariamente nos deparamos com trabalhadores vindos de diversas regiões da cidade, percebemos claramente que alguns carregam grandes mochilas, outros são pessoas obesas, existem mulheres grávidas, também aqueles que estão sempre apressados e não podem esperar outro trem, sem entrar no mérito de situações bem desagradáveis. Como podemos dividir o metro quadrado com segurança e confiança de que não seremos furtados ou mesmo molestados?

Entendo que a situação é extremamente difícil de ser contornada e admiro as ações que estão sendo implementadas, como a “Operação Plataforma”, injeção de trens vazios nos trechos e horários críticos, campanhas educativas, entre outras iniciativas. Porém, é preciso que as autoridades entendam a gravidade da situação, se coloquem em nosso lugar e tomem uma medida eficaz, imaginem suas mães, esposas, filhas sendo bruscamente empurradas e espremidas por 10 pessoas estranhas tentando ocupar o mesmo espaço.

Brasileiros, vamos dar passos avante, mas com os pés firmes no chão, projetando ações concretas ao invés de esperarmos pela gentileza da população sofrida.
Andy Góes
Enviado por Andy Góes em 26/09/2006
Reeditado em 26/09/2006
Código do texto: T249693
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andy Góes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 38 anos
19 textos (18787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 01:54)
Andy Góes