Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEU JONAS E SEU BODE

Seu Jonas tinha um bode. Sim, um bode. Um bode é um bode e somente um bode pode saber o que é ser um bode. Mas Seu Jonas achava que sabia como era ser um bode.

Tratava o bicho como bicho de estimação. O seu bode só comia ração (ração prá bode) e só bebia água de poço. E poço que o Seu Jonas conhecia.

Tudo na vida do Seu Jonas era em torno do seu bode. Seu Jonas acordava e a primeira coisa que fazia era dar bom dia pro seu bode. Como Seu Jonas achava que sabia como era ser um bode, o bode respondia e Seu Jonas entendia. Bom dia!

Passavam a manhã juntos. Na colina, no gramado, no terreno cheio de pedras. Seu Jonas contava pro seu bode o quanto era feliz e o quanto seu bode fazia diferença nessa felicidade toda.

Seu Jonas tinha uma barbicha. Barbicha de bode. Não aparava, mas a mantinha livre dos piolhos. Assim como mantinha a barbicha do seu bode sem piolhos também. Aliás, o bode tinha seu couro tratado diariamente para evitar esse tipo de aborrecimento. Piolhos.

Tomava sol, ficava longe da chuva e no inverno, dormia dentro de casa. No verão, Seu Jonas dormia no quintal, com o bode ao seu lado, contando estrelas.

Seu Jonas almoçava sentado no chão enquanto seu bode descansava e suspirava ao seu lado.

Todas as tardes, Seu Jonas e seu bode corriam como atletas. Subiam montanhas e escalavam como profissionais. O bode do Seu Jonas era ótimo nas decidas. Chegava na base (da montanha) sempre antes do Seu Jonas e ficava esperando, como um bom bode de estimação.

Seu Jonas não tinha filhos ou parceira. Tinha seu bode...

Seu Jonas e Seu Bode. Dois senhores de olhar perdido no topo da colina.
Rafael Zanette
Enviado por Rafael Zanette em 16/06/2005
Reeditado em 26/06/2005
Código do texto: T24987

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Zanette
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
52 textos (3630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:17)
Rafael Zanette