Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Partilhe o Amor

É bom falar do que Jesus nos deixou quando esteve entre nós aqui na terra.
Jesus que não tinha necessidade de reencarnar veio até nós por livre vontade para trazer e exemplificar as leis divinas, leis estas que nós até hoje temos dificuldades de seguir, mesmo passados mais de 2000 anos.
Talvez não os seguimos e não as compreendemos, pois temos em nosso dia a dia tantas notícias ruins que destacam violências, assaltos, crimes de morte, violências sexuais, corrupções políticas, impunidades para os poderosos.
Notícias e fatos que ao invés de nos ligar a Deus nos fecham em nossas casas e até, muitas vezes, esquecemos de compreender, sorrir, amar, partilhar a vida com nossos semelhantes.
Mas será que a vida é feita somente de coisas ruins?
Não! De modo algum.
A vida, no estágio evolutivo em que nos encontramos, é feita de coisas más e outras boas.
E o nosso objetivo não é a de falar de coisas negativas, e sim de solidariedade, bondade, fraternidade, e sim do amor partilhado tão importante na vida de todos nós.
Ensinamentos que Jesus nos trouxe, ou melhor, nos exemplificou em sua estada terrena.
Mas antes de continuar quero propor algo a todos os leitores.
Nossa proposta é que após esta leitura terão uma lição para ser feita.
Lição esta que vocês não terão que apresentar para correção.
Mas ela terá que ser apresentada diariamente, em todos os locais, em  todas as horas e para todas as pessoas.
A correção será feita pela consciência de cada um.
A lição é bem simples e fácil:
Nós a partir de hoje passemos a partilhar nosso amor em todos os momentos de nossa dia a dia com todos que nos cercam.
Mas para compreendermos melhore o verdadeiro sentido de partilhar o amor vamos recorrer ao dicionário Aurélio.
Mas vamos ver algumas definições de partilhar conforme que ele nos traz.
1.Dividir em partes.
2.Tomar ou ter parte em; compartir; compartilhar.
3.Dividir em parte; dividir; repartir; dar; distribuir.
Vamos agora analisar estas definições dentro da nossa proposta.
1.Dividir em partes.
Para esta definição teremos que pegar nosso amor e imaginar ele como um bolo
Bolo que será dividido em fatias, dando um pedacinho para cada um que nos cerca.
Nossos familiares, amigos, nossos mais próximos ou mais queridos.
Mas também para aqueles com os quais não temos muitas afinidades para não dizer nossos inimigos.
Todos devem de repartir por igual entre todos.
E para que possamos fazer esta divisão temos algumas perguntas que se fazem necessárias.
Qual o tamanho do nosso amor?
Será que será grande o suficiente para distribuirmos a todos que necessitam?
Ou nós vamos distribuir somente para aqueles que nós desejamos?
2.Tomar ou ter parte em; compartir; compartilhar.
Bem para “tomar ou ter parte em” estamos sempre prontos a espera, pois sempre queremos receber.
Mas estamos dispostos a dividir este amor que estamos recebendo com outros?
Aceitamos que o amor que é nos dado também seja dado a outros?
Estamos preparados para isto?
3.Dividir em parte; dividir; repartir; dar; distribuir.
Estamos prontos a dar parte de nosso amor?
Dar estas partes para que outros possam usufruir e talvez não nos dêem nada em troca?
Apenas dar sem esperar nada de volta?
Distribuir como se nós estivéssemos atirando farinha ao vento que depois de lançamos ao ar não temos mais como buscar novamente.
Estamos preparados para isto?
Vejam que nosso lição de casa parecia tão fácil inicialmente, mas será que realmente é?
Talvez não para alguns seja mais difícil que para outros mas todos podemos e devemos partilhar nosso amor.
Quantos vezes nós dizemos eu te amo por dia.
Alguns dizem uma, duas, ... outros inúmeras vezes.
Mas já paramos para fazer a contabilidade destas vezes de que dizemos eu te amo?
Quantas foram de coração e quantas foram apenas da boca para fora?
Amor!
Palavra que tanto falamos
Mas será que nós amamos sempre?
Amamos todos?
Amamos ao nosso próximo?
Ao nosso inimigo?
Será que alguém pode viver sem amor?
Eu tenho certeza que não.
E esta minha certezas vem do universo.
Pois é o amor de Deus que sustenta o universo.
Pois este amor o amor universal que faz com que espíritos superiores, como Jesus, que não tinha mais a necessidade de reencarnar em mundos inferiores como a terra, aceitem a reencarnar, para cumprir missões de extraordinário valor e que trazem tantos benefícios para a humanidade.
É por amor que uma mulher carrega no ventre, durante nove meses, uma nova vida, vida esta que vem ao a luz entre dores, para depois pegar aquele pequenino ser em seus braços, apertá-lo ao peito beijar, e dizer com emoção: meu filho! Meu amor! Eu te amo! Que bom ter você em minha vida!
É por um amor transcendente que um pai ou mãe abraça um filho de mente abalada pela deficiência mental, de olhar desorientado, boca semi-aberta, e exclama do profundo do seu ser, com olhos brilhantes de alegria: meu tesouro! Vida da minha vida! Minha jóia! Minha luz! Que bom ter você ao meu lado!
Há, os que, por amor, sobretudo por amor, se dedicam a curar, a educar, a indicar rumos, a cuidar e chegam a sacrificar a própria vida em benefícios dos nossos irmãos que não tem ninguém em suas vidas, por puro amor.
Mas temos aqueles que manifestam o seu amor plantando flores, outros compõem músicas, fazem versos, criam leis, varrem as ruas, constroem casas,...
Não importa que as notícias ruins que destacam violências, assaltos, crimes de morte, violências sexuais, corrupções políticas, impunidades para os poderosos assolem nosso dia a dia.
O que importa é que nós assim mesmo assim partilhemos o amor.
Tenho certeza que alguém deve estar pensando, mas como partilhar o amor?
Para aqueles que não tem o habito, o jeito de partilhar esta maravilha vou dar algumas dicas.
Dicas esta que além de seguidas devem ser sempre exercitadas para que possamos partilhar nosso amor.
Comecem devagarzinho.
Olhe bem dentro dos olhos do teu filho, não importando a sua idade, olhe bem nos olhas de sua esposa, sua amiga, seu amigo, seu pai, mãe, irmão e diga:
Eu te amo!!!
Se você acha que não consegue fazer com todos no inicio não faz mal.
Faça com aquele que você achar mais fácil, filho, esposa, pai, mãe, mas faça, pois com o tempo você vai fazer com todos com naturalidade e é claro com muito amor.
Mas tem um detalhe importante, não olhe sem enxergar.
Deixe que a tua visão penetre a epiderme e alcance às profundezas do ser.
Pois assim vais descobrir que ali estão espíritos imortais, que vieram de outras vidas para estar ao seu lado, para aprender e te ensinar a amar e evoluir nesta vida.
Você vai descobrir seres que amam, que guardam medos, ódios talvez, mas que estão ao teu lado, permutando energias aprendizados, ensinamentos.
Tente compreendê-los e partilhar com eles o teu amor.
Jogue para longe teus medos de amar, desanuvie o semblante, confie em Deus, confie na vida, confie no amor e principalmente não tenha medo de amar.
Mas não cultive um amor possessivo, pois este amor machuca, magoa, entristece e maltrata, a quem você dedica este amor.
Ame apenas pelo prazer de amar.
E mesmo que você se machuque, pelo outro não ter a compreensão deste amor verdadeiro, não te entristeça levante a cabeça e siga amando, pois terá valido a pena.
Nós que somos espíritas temos mais razões para sermos alegres, felizez e partilharmos nosso amor.
Por que nós sabemos que somos imortais, criados por Deus, simples e ignorante, mas com todas as potencialidades das perfeições.
Nós sabemos que o amor não morre,nós sabemos que aqueles que nos precederam na grande viagem estão ao nosso lado, simplesmente porque nos amam.
Partilhemos o nosso amor.
A vida precisa do amor e do sorriso de todos nós.
ChicoSilvio
Enviado por ChicoSilvio em 28/09/2006
Código do texto: T251203
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ChicoSilvio
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
2 textos (143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:28)
ChicoSilvio