Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O DIA DEPOIS DE ONTEM


Hoje acordei pisando nos destroços de ontem. A bomba da eleição não teve o efeito desejado no tocante as câmaras estaduais, federal e senado. Foi uma cortina de fumaça para que entrassem no cenário o Maluf, o Collor de Melo, o João Paulo Cunha, o Waldemar da Costa Neto, o José Mentor, o José Genoíno e outros traidores da pátria.  Que povo é esse que elege Collor depois de tudo que ele fez? Que fará Clodovil em Brasília?

Pobre pátria ferida no peito pelo punhal dos corruptos, espezinhada e cuspida por essas bocas do inferno. Nada mudará. A quadrilha continuará, mais reforçada, a saquear o tesouro público e a ameaçar aqueles que querem um Brasil crescendo, empregos, justiça, escolas para todos, saúde e moradia. Em resumo: ver a dinheirama que pagamos de impostos retornar em benefícios. Chora Brasil, chora porque teus filhos sofrem de uma amnésia incurável.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 02/10/2006
Código do texto: T254689

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343075 leituras)
19 áudios (10579 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:15)
Maria Hilda de Jesus Alão